Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Risco de assalto na rua: confira dicas para se proteger

A- A+

Com o aumento dos índices de violência urbana, está cada vez mais inseguro andas nas ruas por causa do risco de assalto. Ter o celular ou bolsa levados em roubos na rua e no transporte público é, infelizmente, uma rotina para os habitantes das grandes e médias cidades.

Andar em estado de atenção e sempre alerta pode evitar um possível assalto. Andar no meio da calçada, carregar poucos documentos e espalhar o dinheiro em vários locais são algumas dicas para evitar descuidos e entrar para as estatísticas.

Essas são algumas dicas que podem minimizar o risco de assalto. A Polícia Militar de São Paulo possui um manual de Segurança do Cidadão que contém recomendações que visam à segurança em várias ocasiões, inclusive de pedestres na rua.

Foto: Shutterstock

Em caso de assalto, a recomendação é manter a calma e não reagir. Foto: Shutterstock

Como evitar assalto na rua

Segundo manual de Segurança do Cidadão, o pedestre deve sempre manter a atenção na rua, metrô, ônibus e centros comerciais. “Tenha especial atenção às pessoas à sua volta. Lembre-se: os assaltantes valem-se principalmente do fator surpresa e da desatenção para atacarem as vítimas”, alerta o manual.

Outra dica importante oferecida pelo documento é nunca demonstrar que está desorientado ou perdido. Se for preciso checar mapas ou GPS, o melhor é entrar em algum estabelecimento para fazê-lo. Não é recomendado pedir orientações a estranhos, principalmente em locais e regiões onde o pedestre não está familiarizado.

Não andar sozinho, especialmente à noite, é outra recomendação. “Evite passar por locais desertos ou pouco iluminados. Evite cortar caminho por becos, vielas, ruas desconhecidas, terrenos, construções etc.”, indica o manual.

A lista de cuidados do manual é extensa e envolve recomendações em relação aos pertences do pedestre. “Mantenha todos seus objetos pessoas, como carteiras,  pochetes, celulares, sacolas, bolsas, à frente de seu corpo; Evite retirar sua carteira em público ou atender o celular no meio da rua; Evite usar joias e roupas que chamem a atenção ou demonstrem serem de valor”.

Se o assalto for inevitável, a recomendação é sempre manter a calma e nunca reagir. Veja mais dicas no manual de Segurança do Cidadão.

Seguros contra assalto

Além dos tradicionais seguros de automóveis e residências, que cobrem roubos e assaltos de carro ou nas casas e apartamentos, o mercado de seguro oferece ainda um serviço para roubos de objetos de pequeno valor.

O seguro para bolsas e malas é uma boa opção para quem anda mundo na rua, pois garante ao segurado uma rápida indenização em caso de roubo ou furto qualificado de bolsas, maletas, pochetes, pastas e mochilas.

Dessa forma, itens como óculos de sol ou de grau, chaves, carteira, celulares, pen driver, tocador de música, isqueiros, canetas, calculadoras, perfumes e maquiagem são reembolsados ao segurado.

Os custos do seguro são baixos. Com uma média de R$ 5 mensais, você já pode contratar um seguro que cobre até R$ 1 mil pelos pertences levados.

Para acionar o seguro, o segurado precisa ter registrado um boletim de ocorrência citando os itens que estavam dentro das bolsas e mochilas roubadas.

Seguro para seus bens

Quer proteger o que carrega em sua bolsa, mochila ou pasta? Você pode recorrer ao Vivo Bolsa Protegida e, por no máximo R$ 15 mensais, garantir que, em caso de roubo ou furto, receba uma indenização de até R$ 1 mil para ressarcir o que foi perdido.

> Seguros para seus bens: Proteção da sua casa até sua bolsa, mochila e carteira

Este artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

vale a pena ter seguro
quanto custa um seguro de vida
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
economizar no seguro da casa
economizar no seguro do carro