Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Renda mensal não deve ser comprometida com prestações

A- A+

O parcelamento de dívidas é uma alternativa utilizada por muitos para pagar as contas aos poucos e com prazo maior, mas também pode comprometer a renda quando não é feito com cuidado, de acordo com o orçamento disponível.  Para que as prestações não se tornem um problema, manter as finanças organizadas é fundamental.

Calcule as parcelas de acordo com a renda

Embora pagar à vista e conseguir descontos maiores costume ser a alternativa mais vantajosa, ela nem sempre é uma possibilidade. Quando o parcelamento for a única forma de adquirir um bem ou produto, a indicação do educador financeiro Pedro Braggio, especialista em consultoria financeira familiar, é anotar os valores das parcelas em uma planilha e controlar quando cada uma delas deve vencer. Ao pagar em dia, você evita mais juros.

“Outro ponto muito importante é só voltar a comprar parcelado quando o parcelamento anterior acabar, ou seja, evitar o acúmulo de parcelas. As compras parceladas precisam de mais atenção e, consequentemente, de mais controle”, ressalta Braggio. Também tenha em mente que, ao adiar o pagamento para o mês seguinte, a renda disponível será menor e você vai precisar adaptá-la.

Para evitar que as parcelas se transformem em uma dor de cabeça, mantenha o pagamento sempre em dia e não acumule dívidas. Foto: iStock, Getty Images

Para evitar que as parcelas se transformem em uma dor de cabeça, mantenha o pagamento em dia. Foto: iStock, Getty Images

Fuja dos juros e equilibre a renda

Na maioria dos casos, pagar em parcelas significa ter juros embutidos no preço final do produto. Que tal então organizar o seu orçamento e economizar? Desse modo, você poupa o necessário para a compra e recebe a vantagem dos descontos que costumam ser concedidos para o pagamento à vista.

Ou então, evite que as prestações se estendam ao longo de meses e meses, de forma a aumentar a dívida e dificultar o controle sobre a renda. Se for pagar no cartão de crédito, mantenha a fatura em dia e pague o valor integral da conta. O pagamento mínimo pode parecer vantajoso no momento da compra, mas os juros vão ser um problema a longo prazo.

Monitore o seu CPF

Para evitar que as contas sejam um problema e levem você à lista de negativados, é importante estar sempre atento ao seu CPF. Já imaginou um serviço que alerta cada vez que houver consultas ou movimentações no documento? Esse é o Vivo Alerta CPF, que tem como um de suas funções o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian.

O mesmo ocorre sempre que uma empresa consultar o nome do cliente na Serasa e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado. Além disso, você recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Gostou das dicas para melhorar o uso da sua renda? Compartilhe!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças