Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Refinanciamento é opção para quem precisa de dinheiro extra

A- A+

Com contas que se acumulam, o pagamento das dívidas ficou inviável? É nessa hora que o refinanciamento passa a ser uma opção. Mas, ao invés de fazer a escolha por impulso, é fundamental pesquisar antes e conhecer as cláusulas envolvidas em contratos desse modelo.

As regras básicas do refinanciamento

Entre os tipos mais comuns de refinanciamento, estão aqueles que envolvem um carro ou imóvel. Adriano Severo, educador financeiro, explica que o bem é deixado como garantia para que o empréstimo seja liberado pelas instituições financeiras. No caso dos carros, por exemplo, os bancos não costumam aceitar modelos que tenham mais de dez anos de uso.

Embora a solução pareça convidativa, Severo alerta que só deve ser procurada quando há real necessidade e as novas parcelas possam ser encaixadas no orçamento. Do contrário, o pagamento de juros não faz sentido e a melhor saída é economizar para que as dívidas possam ser resolvidas ao natural.

A verificação para refinanciamento é feita a partir dos valores apresentados e calculados na tabela Fipe, que é referência para a negociação de veículos. O total do empréstimo pode chegar até metade do preço do objeto dado como garantia.

Ao ir até uma instituição financeira e solicitar o refinanciamento, antes pergunte sobre as taxas de juros e avalie as condições envolvidas no negócio. Foto:

Fique atento aos juros no refinanciamento. Foto: iStock, Getty Images

Taxas de juros para refinanciamento são menores

Como os bancos têm o veículo para garantir o pagamento do refinanciamento, a principal vantagem apresentada são as taxas de juros menores. Enquanto você não tiver quitado todas as parcelas, o veículo dado como garantia continuará em seu nome, mas ficará alienado ao banco ou financeira.

A consequência de não conseguir pagar as prestações do empréstimo é a tomada de seu bem pelo credor, que pode ser leiloado. Por isso, é muito importante você ter certeza de que conseguirá manter os pagamentos em dia durante todo o prazo do refinanciamento.

Monitore o seu CPF

Quando as dívida são frequentes, a preocupação em ter o nome na lista de negativados é constante. Quer estar sempre atento às movimentações ligadas ao seu CPF? Então você precisa conhecer o Vivo CPF Alerta, um recurso oferecido pela Vivo em parceria com a Serasa Experian. Ele envolve monitoramento e alertas relacionados a movimentações do seu documento e permite que você receba notificações via SMS todas as vezes que:

  • Ocorrer uma alteração no status de seu CPF nas bases de dados da Serasa Experian
  • Uma empresa consultar seu nome nas bases de dados da Serasa Experian
  • Uma empresa estiver prestes a negativar o seu nome nas bases de dados da Serasa Experian.

Gostou das dicas sobre refinanciamento? Comente!

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns