Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Redecorar e reformar são opções para a valorização do imóvel

A- A+

Para quem planeja vender ou alugar um imóvel com boa rentabilidade, o mercado vem impondo alguns desafios. O percentual de crescimento do preço médio do metro quadrado das residências está mais baixo, o que exige a adoção de estratégias de valorização do imóvel. Redecorar, reformar ou comprar um novo são algumas delas.

Para se ter uma ideia dessa desvalorização, basta acompanhar os números do setor. O crescimento, que foi de 13,74% em 2013, se limitou a 6,7% no ano passado. E as perspectivas para 2015 não são animadoras: até julho, o acumulado era de 1,51%. Os dados são do índice FipeZap, que acompanha o comportamento do mercado imobiliário no Brasil.

Uma mudança na decoração, uma reforma na casa ou apartamento. Tudo é válido para obter maior valorização do imóvel, desde com planejamento: o gasto de agora deve ser visto como um investimento a ser recuperado mais à frente.

Existem opçºoes de valorização do imóvel.

Primeiro passo é organizar um orçamento que possa cobrir as obras no imóvel. Foto: iStock, Getty Images

Valorização do imóvel exige planejamento

Antes de pensar em reformar e decorar um imóvel, são necessários alguns cuidados. Ter em mãos um bom orçamento é passo fundamental para que todo investimento feito não seja desperdiçado e acabe não agregando valor ao bem. Confira outras cinco dicas:

Piso

Para quem estiver disposto a investir um pouco mais, a melhor indicação é o piso de madeira, que agrada diversos tipos de compradores, tem maior durabilidade, pode ser tratado e rejuvenescido muitas vezes e garante um aspecto ainda mais elegante ao ambiente.

Pintura

A principal dica é trabalhar com cores neutras. Isso não significa que todas as paredes precisam ser brancas, até porque a cor pode dar uma sensação de frio. Tons de bege e nude podem funcionar melhor.

Iluminação

Use diferentes tipos de iluminação nos ambientes. Para os quartos, o mais recomendável são luminárias do tipo plafon e spots, que abafam um pouco a luz. Para cozinha e lavanderia, são indicadas luminárias fluorescentes, que garantem uma iluminação mais direta e clara.

Móveis e eletrodomésticos

Aposte nas mobílias retas, pois os móveis não devem ser muito pesados, nem carregados em cores e estilos que podem desagradar o futuro inquilino ou proprietário. Em relação aos eletrodomésticos, opte por aqueles com acabamento em inox, que deixam o ambiente mais sofisticado.

Acabamento

O segredo para um bom acabamento é trabalhar com itens de qualidade, durabilidade e de fácil manutenção. Siga essa dica e não erre na escolha dos materiais.

Ao comprar, pense na valorização do imóvel

E se a sua ideia for investir em um novo imóvel? A dica é que já pense na sua valorização antes mesmo de bater o martelo, seja comprando, construindo ou readequando o espaço para venda ou aluguel.

Para o advogado e presidente da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação, Lúcio Delfino, é interessante que o proprietário faça uma pesquisa de mercado antes de dar seguimento ao fechar o negócio.

Nesse processo, ele deve considerar qual o tipo de unidade está em falta naquela região ou bairro, e qual seria o valor de tais unidades. A pesquisa pode ser feita através de imobiliárias e corretores de imóveis que atuem no local.

A dica de Delfino é levar em consideração o preço final da unidade, incluindo correção monetária das parcelas, despesas com documentação, armários, box e iluminação, entre outras.

Também devem entrar na conta metragem, padrão de acabamento, o número de quartos e vagas de garagem, se há necessidade de área de lazer, elevador, portaria 24 horas, qual o valor previsto para a taxa de condomínio e o IPTU.

Feito o levantamento, é preciso ter o cuidado de adquirir um imóvel com as características mais procuradas ou que estejam em falta naquele bairro ou região, para depois conseguir recuperar o capital investido.

O mesmo vale para quem for alugar posteriormente o imóvel. No entanto, o inquilino deve se atentar ao valor da taxa de condomínio e IPTU. “Para ser considerado uma opção de investimento, o valor do aluguel deve representar, no mínimo, 0,5% do preço final da unidade”, aconselha Delfino.

Você vai se interessar por:

Vender apartamento com pressa restringe margem para bons negócios

Descubra qual é o custo do registro de imóvel

Veja como calcular o ITBI na aquisição de um imóvel

Proteção para o seu imóvel

Para garantir a proteção do seu bem, nada melhor que um seguro. Com o Seguro Proteção Residencial, oferecido pela Vivo em parceria com a Ace, está prevista uma indenização em caso de danos à sua residência em função de incêndio, raio, explosão, roubo e furto qualificado de bens, danos elétricos e responsabilidade civil e familiar.

> Seguros para seus bens: Proteção da sua casa até sua bolsa, mochila e carteira

Gostou das dicas de valorização do imóvel? Compartilhe!

investir em imóvel na planta vale a pena
vale a pena investir na decoração de uma casa para alugar
dividir aluguel com alguém
cooperativa habitacional
por que a poupança rende tão pouco
crédito para financiar casa própria