Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Ração caseira para seu cão: veja que cuidados tomar

A- A+

Comprar uma ração industrializada para seu cão é muito mais prático, mas pode não ser a alternativa mais barata nem a mais saudável para o seu bichinho. Por outro lado, ao optar pela ração caseira, é preciso ter alguns cuidados para que a dieta não prejudique a saúde do animal.

A veterinária nutróloga Raquel Valim explica que o termo mais adequado seria comida caseira, ao invés de ração caseira, palavra usada para designar especificamente o alimento industrializado, com os nutrientes sintetizados para o consumo animal. No caso da dieta caseira, o animal irá comer carne, legumes e verduras na sua forma natural. Porém, é preciso ter alguns cuidados com receitas genéricas.

“A composição da dieta deve levar em conta a idade e o porte do animal, se ele é castrado ou não e se ele tem alguma doença concomitante”, destaca Raquel.

racao-caseira

Optar pela dieta natural pode representar economia. Foto: iStock, by Getty Images

Segundo a médica, alguns animais não se adaptam à ração industrializada, enquanto outros precisam de uma ração caseira personalizada por conta de problemas de saúde. No entanto, não há contra-indicações para a alimentação caseira em animais saudáveis.

Ração caseira deve ser balanceada

A ração caseira tem como principais fontes de nutrientes carnes e vegetais. Nesse sentido, a opção pela dieta natural pode representar economia, uma vez que a base da alimentação segue a mesma da dieta familiar.

Mas atenção: não se trata de dar ao bichinho restos da comida que você preparou para a família. É preciso respeitar as proporções indicadas de proteínas, vitaminas, aminoácidos e minerais. Em alguns casos, será necessário usar suplementação para conseguir a fórmula ideal, o que encarece um pouco o preparo, mas merece atenção para não prejudicar o balanceamento.

“Às vezes o proprietário faz algumas adaptações na receita, e essas adaptações são perigosas”, adverte Raquel.

Uma dica da veterinária para saber se a dieta do seu bichinho está adequada é prestar atenção ao brilho da pelugem ou se ele está perdendo pelo em excesso. Falta de apetite também é um sintoma comum quando há algum déficit nutricional.

Entenda a fórmula da dieta natural

No site Cachorro Verde, criado pela jornalista e veterinária Sylvia Angélico para difundir conhecimento sobre a dieta caseira para cães, você pode encontrar um guia completo sobre a composição ideal da alimentação natural para o seu cão. O site traz a proporção de comida diária que deve ser oferecida para cada porte, idade ou raça de cachorro e oferece até uma planilha para você calcular a quantidade adequada de alimento para o seu bichinho.

A fórmula básica da ração caseira é 30% de carnes desossadas, 30% de vegetais, 35% de carboidratos e 5% de vísceras. Entre os complementos obrigatórios, a veterinária destaca fontes de cálcio, sal iodado e óleo vegetal de boa qualidade, como azeite de oliva extra virgem, óleo de linhaça e óleo de coco. Outros complementos são opcionais, como óleo de peixe e iogurte natural integral.

O guia destaca alguns alimentos que devem ser evitados, como cebola, que pode causar anemia, soja, trigo e milho, por estarem associados a alergias, e pão, que em geral contém muito açúcar, sódio e é feito com farinhas refinadas de trigo. Arroz branco e batata inglesa devem ser usados com moderação, pois são pobres em nutrientes e têm índice glicêmico elevado, contribuindo para a obesidade.

Gostou das dicas para fazer ração caseira? Compartilhe!

como economizar na limpeza
viagem com pets
Como tirar manchas de mofo e bolor da parede
Ela decidiu ter cachorro em apartamento
Homem procurando uma casa de família para deixar seu cachorro.
Homem consertando o próprio carro e fazendo o pedido de produtos automotivos.