Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Manutenção é alternativa para não precisar consertar carro

A- A+

Ao adquirir um automóvel, não é apenas o valor pago no momento da compra que deve ser considerado pelo consumidor. Embora esse seja o custo mais evidente, ele não vai ser o único a pesar na conta. Questões como a depreciação e mesmo um futuro conserto do carro também vão fazer a diferença mais tarde.

Para evitar que o seu veículo perca competitividade no mercado e ainda deixe você na mão nos momentos em que mais precisar, a melhor alternativa é estimar os gastos em manutenção. Ou seja, ao invés de esperar que os problemas aconteçam, a saída para economizar é realizar as revisões preventivas.

Para não ter que consertar carro

A manutenção preventiva pode parecer só um gasto a mais gerado pelo seu carro, mas a ideia é justamente a contrária. Ela permite que o seu veículo permaneça seguro e diminui as chances de que um ruído qualquer se torne mais uma conta a pagar.

Para os carros novos e seminovos, o cuidado é ainda mais importante. Afinal de contas, a garantia concedida pelo fabricante depende do cumprimento dos prazos estipulados para as revisões periódicas, lembra o gerente de marketing da WebMotors, Rafael Constantinou.

Entre os gastos mais comuns para manter o seu carro em dia estão itens como a troca de óleo, a substituição de lâmpadas (freios, lanternas, faróis, setas, luz de ré) e o alinhamento e balanceamento das rodas. Mas também não esqueça de colocar na conta a limpeza do ar condicionado, a troca das palhetas dos limpadores do para-brisa e do fluído de freio e de câmbio.

Caso fique com alguma dúvida, a melhor dica é conferir o manual do proprietário e checar as informações. Caso elas não estejam claras, entre em contato com uma concessionária autorizada. O importante é garantir que o seu automóvel esteja com todas as peças e revisões em dia.

A manutenção preventiva evita que você gaste dinheiro mais tarde, para consertar carro. Foto: iStock, Getty Images

A manutenção preventiva evita que você gaste dinheiro mais tarde, para consertar carro. Foto: iStock, Getty Images

Gastos com manutenção

Em geral, a ideia é que os carros populares ofereçam os menores custos de manutenção, mas essa nem sempre é a regra. Constaninou destaca que os preços variam mais em relação a uma montadora e outra e nem sempre de acordo com a classificação do automóvel.

“Carros que custam em média R$ 200 mil, por exemplo, podem ter revisões de R$ 3 mil ou de apenas R$ 200, dependendo da fabricante“, exemplifica ainda. Já para os modelos com valor menor do que R$100 mil, a estimativa é que os preços de manutenção oscilem entre R$200 e R$1 mil.

Assistência é alternativa para consertar carro

Caso você não tenha uma reserva financeira para emergências, uma boa alternativa é fazer seguro do seu carro – e também da sua casa. Desta forma, urgências podem ser resolvidas de forma rápida e com garantia.

É o caso do Vivo Multiassistência, que oferece serviços de profissionais especializados e de confiança para consertos e reparos emergenciais ou serviços de manutenção. Problemas hidráulicos e elétricos, vidraceiros e chaveiros estão entre os trabalhos oferecidos pela assistência residencial.

> Vivo Multiassistência: Garanta eletricista, vidraceiro e conserto de eletrodomésticos para casa

Gostou das dicas para consertar carro? Compartilhe!

Suporte veicular para celular
Carros de pequeno porte pagam tarifa de pedágio menor. Foto: iStock, Getty Images
consumo-de-combustivel
Quilometragem alterada pode ser um grande problema. Foto: iStock, by Getty Images
É permitido alterar a cor predominante do veículos, desde que autorizado pelo Detran.