Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Quantas peças de roupa você precisa para viver?

A- A+

Você consegue achar facilmente as coisas quando abre o seu guarda-roupa ou as coisas caem por cima de você quando abre uma porta? Essa pergunta abre espaço para um questionamento clássico: será que você precisa (e usa) todas as peças de roupa que tem?

Foi pensando nisso que a norte-americana Courtney Carver lançou, em 2010, o The 333 Project (O Projeto 333). Com o slogan “o simples é o novo preto”, ela faz uma reflexão sobre viver melhor com menos coisas, partindo de uma experiência própria.

pecas-de-roupa

Menos roupa resulta em menos gastos. Foto: iStock, by Getty Images

 Menos peças de roupa, mais felicidade

Como contrapartida ao consumismo desmedido dos tempos modernos,  Courtney iniciou o The 333 Project com uma atitude que ela chamou de “guarda-roupa cápsula”. Assim, ela selecionou 33 itens para serem usados durante 3 meses – isso inclui vestuário, acessórios, roupas pesadas e sapatos. Já pijamas, roupas íntimas e o look da academia não estão na lista.

A partir dessa escolha, ela decidiu viver exclusivamente com aqueles itens, evitando fazer compras pelo período de três meses. Em caso de necessidade (ou de muita vontade) de acrescentar um novo item, é preciso selecionar algum para ser doado.

É importante salientar que este projeto faz parte de uma proposta mais abrangente, não apenas de viver com menos peças de roupa, mas de eliminar todos os excessos que pesam na vida. Em seu site Be More With Less (na tradução, “seja mais com menos”), ela argumenta que tudo fica mais leve quando eliminamos algumas coisas.

Em seu site, ela diz que quando você doa alguns objetos,sua casa fica leve. Quando deixa de lado pequenos itens, sua mala de viagem fica leve. Quando solta ressentimentos do passado, seu coração fica leve.

Peças de roupa x finanças

Viver com menos peças de roupa não significa aposentar o cartão de crédito. Mas, sem dúvida, é uma forte preparação para uma vida financeira mais organizada. Em 2014, o caso da jornalista mineira Talita Scoralick ganhou espaço na mídia, quando ela declarou que poupou em torno de R$ 10 mil durante um ano em que não comprou sequer uma peça.

Com a ideia de poupar para o casamento, a jovem, fissurada em moda, aproveitou todo o seu conhecimento sobre o mundo fashion para reinventar seu jeito de vestir em vez de comprar todas as peças de roupa que via pela frente. Após o período de um ano, ela voltou a comprar, mas impôs o limite de R$ 100 mensais para vestuário.

Gastar menos, seja em peças de roupa ou em outros acessórios que façam parte da sua lista de desejos, pode ser o resultado de um longo processo de controle financeiro. Se você ainda não se organizou o suficiente com suas finanças, o cartão de crédito pode ser um excelente aliado. Muitas pessoas centralizam as compras no cartão para visualizar melhor os gastos.

Cartões de crédito com benefícios

Além de toda a segurança, a Vivo, em parceria com o Itaú e o Santander, oferece cartões de crédito com uma série de vantagens. Com eles, você pode ganhar mais minutos para falar, mais dados para o acesso à internet, descontos no cinema e muito mais.

> Cartão de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Este artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

vale a pena usar roupas de marca
feiras de trocas
relógio ou celular
esteira ou bicicleta ergométrica
vale a pena comprar celular muito barato
dicas para comprar uma boa esteira