Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Qual o crédito mais comum? Entenda as diferenças entre os 3 principais

A- A+

Um problema de saúde na família, a peça do carro que estragou ou a viagem de emergência que não estava nos planos pode furar o orçamento. Nesses casos, a busca por soluções rápidas de crédito acaba sendo o recurso mais comum.

Para suprir gastos emergenciais, bancos e agências financeiras oferecem alternativas de financiamento pré-aprovado ou com menor burocracia para aprovação. As mais comuns são o cheque especial, o crédito pessoal automático e o crédito consignado. Entenda como elas funcionam.

comum

Cada tipo de crédito tem vantagens e cliente deve estar atento às taxas. Foto: iStock, by Getty Images

Cheque especial

O cheque especial é um tipo de crédito pré-aprovado, vinculado diretamente à sua conta bancária. O banco estipula o limite de crédito que você terá disponível no cheque especial, de acordo com sua renda e seu histórico de movimentações financeiras.

Para usar o valor disponibilizado no cheque especial você não precisa avisar o banco nem encaminhar qualquer documento. As condições de uso, limites e também as taxas de juros ficam previamente firmadas no contrato de adesão que você assinou com o banco ao abrir a conta.

Sendo assim, se você tem R$ 500 na conta, mas o limite do seu cheque especial for de R$ 2 mil, você poderá gastar até R$ 2,5 mil, seja por meio de saque ou de débito em conta. Porém, se você usar esse limite, o valor que você terá de devolver ao banco será cobrado com juros.

Essa cobrança é feita no mês seguinte, diretamente na sua conta. Ou seja, quando você receber o próximo salário ou fizer um depósito em dinheiro, automaticamente, o banco cobrará os juros do cheque especial, descontando este valor do total que você creditou na conta. Se a dívida for maior do que o crédito disponível, passa a incidir multa sobre o valor devido.

Por isso, o uso do cheque especial é indicado apenas em situações de emergência e não deve ser considerado como um complemento da sua renda.

Crédito consignado

O crédito consignado é um empréstimo cujo pagamento das prestações é feito por meio de desconto direto na sua folha de pagamento, se tiver carteira assinada, ou dos benefícios previdenciários, se já estiver aposentado ou for pensionista.

As taxas de juros do crédito consignado costumam ser bem mais baixas que as praticadas no mercado, já que o risco de inadimplência é menor. O valor aprovado vai depender da renda em folha, já que o comprometimento não pode superar 30% do salário ou benefício recebido.

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) alerta para um risco dessa alternativa: se você for demitido antes do término da amortização do crédito, terá de liquidar o empréstimo de uma vez ou terá o crédito convertido às taxas de mercado. Assim, trabalhadores da iniciativa privada, que têm menos estabilidade no emprego, devem tomar mais cuidado na hora de contratar esse tipo de crédito.

Crédito pessoal automático

O crédito pessoal automático é um tipo de empréstimo que pode ser aprovado no próprio caixa eletrônico do banco e tem diferentes nomes em cada instituição financeira, como crédito direto, crédito fácil, crédito rápido, entre outros. Na prática, você pode contar com um crédito pré-aprovado no momento da abertura da sua conta para usar quando quiser ou precisar.

Você pode solicitar e receber o dinheiro do empréstimo no caixa eletrônico, sem ter de esperar pela aprovação do crédito. Sempre vale o alerta de que, apesar da facilidade de obtenção do crédito, trata-se de um dinheiro que você está pegando emprestado e terá de pagar com juros. Antes de tomar o empréstimo, observe a taxa de juros. O pagamento pode ser parcelado, sendo que o número de parcelas e o prazo para o primeiro pagamento variam de um banco para outro.

A maioria dos bancos permite fazer uma simulação no site antes que você retire o dinheiro. Além dos caixas automáticos, em algumas instituições você pode solicitar o crédito pessoal pela internet ou por telefone ou mesmo diretamente na agência.

Crédito antecipado

Se você tem plano pré-pago ou controle e ficou sem crédito, é possível utilizar um serviço prático e rápido para fazer ligações ou mandar SMS: o Crédito Antecipado Voz, da Vivo. Com uma mensagem SMS para o número 730 com a palavra ‘crédito’, ou com uma ligação para o portal de voz pelo número *8013, a operadora antecipa uma recarga de R$ 3. O crédito do celular pode ser utilizado no prazo de dez dias e será descontado, automaticamente, da sua próxima recarga.

> Crédito Antecipado de Voz: Garanta R$ 3 de crédito até a próxima recarga do celular pré-pago

Gostou das dicas de crédito comum? Deixe seu comentário.

Empréstimo ou financiamento
não consigo pegar empréstimo
não consigo pagar financiamento veículo
cartão de loja pode cobrar anuidade?
empréstimo pelo celular
o que é uma cooperativa de crédito