Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Vai para os Estados Unidos? Saiba quais são os tipos de visto americano

A- A+

O sonho de vida americano já foi tema de novela, de filme e ainda move a vida de muitas pessoas. Para morar, estudar ou ser mais um turista, os Estados Unidos são o destino procurado por grande parte dos brasileiros. Mas, para cada entrada no país, existem tipos de visto americano diferentes. O documento é exigido pelo governo, que controla a entrada e os interesses dos visitantes em seu território.

Categorias nos diferentes tipos de visto americano

Divididos em categorias, os tipos de visto americano se baseiam nos objetivos que cada solicitante possui. Dependendo do que você pretende realizar e da estimativa de tempo que precisa ficar no país para completar seu projeto, a embaixada americana define em qual das categorias você se enquadra.

De visitante rápido a morador permanente, existe uma série de variações que podem definir o seu documento.

Visita aos EUA exige diferentes tipos de visto americano

Existem 22 categorias para o visto nos EUA, a depender do motivo da viagem. Foto: iStock, Getty Images

Entre os tipos de visto americano para não-imigrantes, são 22 as categorias, conforme informa a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil. 

Muitas categorias têm relação entre si, como o visto A-3, voltado a empregados domésticos e portadores de visto A-1/A-2, para diplomatas e funcionários de governos estrangeiros.

A categoria B também é uma dessas que se divide em duas subcategorias. A B-1 é voltada para visitantes de negócios, pesquisadores acadêmicos e empregados domésticos em geral. Já o B-2 é um dos mais comuns, destinado a visitantes, turistas, pessoas que vão passar o período de férias em solo americano ou que buscam tratamento médico.

Nenhum desses tipos de visto americano exige pagamento de taxa adicional. O mesmo acontece com os solicitantes de visto de trânsito, tripulações, funcionários de organismos internacionais e seus empregados domésticos – categorias C-1, D Visa, G-1, G-4 e G-5, respectivamente. Ainda assim, todos as pessoas que solicitam vistos precisam pagar uma taxa inicial de solicitação.

São três faixas de valor definidas pela embaixada americana. Cada uma delas engloba um tipo específico de categoria. A taxa de solicitação para quem deseja retirada de visto dos tipos B, C, D, F J, I e M é de US$ 160. Nas categorias H, L, O, P, Q e R, o valor sobe para US$ 190. Os noivos e noivas de cidadãos americanos, que solicitam a categoria K, pagam US$ 240 de taxa.

Existem ainda os tipos de visto americano que exigem o pagamento de taxa extra. Na faixa de US$ 20, estão os jornalista e trabalhadores da mídia, da categoria I. No padrão de US$ 40 se encaixam os solicitantes de vistos O, P e Q, para pessoas com habilidades extraordinárias ou em intercâmbio cultural. Por US$ 70, estão os trabalhadores religiosos, da categoria R.

As taxas adicionais de US$ 100 também servem para os solicitantes de visto nas categorias H e L, trabalhadores temporários – incluindo estagiários – com transferência ou não para a mesma empresa. A taxa de US$ 500 é para quem deseja retirar o visto L Blanket, trabalhadores de empresas internacionais – americanas ou não – que estão sendo transferidos para uma unidade nos EUA.

Para moradia, a solicitação de visto ocorre de maneira diferente. São cerca de 25 tipos que, conforme a embaixada americana, se dividem através dos critérios de liberação do documento.

O visto de imigrante é concedido para parentes diretos de americanos, para solicitantes com base em família, com base em emprego e com base no Programa de Vistos de Diversidade de Imigrantes.

Você vai se interessar por:

Facilidades para obter o visto

O Brasil passa por um processo de negociação com o governo americano para que a entrada de brasileiros nos Estados Unidos seja facilitada. Segundo o Departamento de Comércio dos Estados Unidos, em 2013 – última vez em que os dados foram divulgados – o país recebeu mais de 2 milhões de visitantes.

Em janeiro de 2015, o número de emissão de vistos havia aumentado 25%. Foram mais de 85 mil somente no mês de janeiro.

Para comparar, em todo o ano de 2014 foram emitidos cerca de 1 milhão de vistos. A maior parte dos vistos emitidos foram feitos em São Paulo. As demais embaixadas estão localizadas em Recife, Brasília e no Rio de Janeiro.

Por dentro de todos os tipos de visto americano? Deixe seu comentário.

como economizar na limpeza
Volta ao mundo de trem
Como tirar manchas de mofo e bolor da parede
Em roteiro de viagem de volta ao mundo
Casal em lua de mel barata no exterior
O tango, ícone da música local, pode ser conferido em casas de shows e mesmo nas ruas. Foto: iStock, Getty Images