Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Proteste divulga direitos do consumidor nos Jogos Olímpicos 2016

A- A+

De 5 de agosto a 21 de agosto de 2016, o Rio de Janeiro será sede do maior evento esportivo do mundo. Os Jogos Olímpicos 2016 prometem agitar a Cidade Maravilhosa, reunindo mais de 1 milhão de turistas.

Para receber essa multidão, não faltarão promoções em todos os setores da economia, mas é importante estar atento para não cair em ciladas. Para divulgar informações acerca da legislação nacional, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) lançou um guia especial para o evento esportivo, dando dicas para o cidadão se proteger.

Rio é sede dos Jogos Olimpicos 2016

Consumidor pode conferir a melhor rota em aplicativo específico e sugerir ao taxista. Foto: iStock, Getty Images

Consumidor nos Jogos Olímpicos 2016

O guia da Proteste para o consumidor que for aos Jogos Olímpicos 2016 abrange aspectos como ingressos, aeroportos, hospedagem e transporte. Veja a seguir um resumo das principais dicas. O guia completo está disponível para download no site da entidade.

Ingressos

Em relação aos ingressos para os eventos esportivos, o direito de meia-entrada é válido para todos os tipos de bilhetes e não apenas para os mais baratos.

Pessoas com deficiência e idosos podem adquirir tickets para qualquer faixa de assento com desconto de 50%. Além disso, segundo a Proteste, a organização do evento ampliou o número de assentos reservados para pessoas com necessidades especiais.

Aeroportos

Para quem vai visitar o Rio de Janeiro, é importante lembrar que os aeroportos da cidade estarão operando em capacidade máxima nesse período. Portanto, é importante revisar todas as informações de seu vôo e confirmar o embarque (check-in) com antecedência.

Além disso, se o voo não partir no horário, o passageiro pode solicitar benefícios como internet (com 1 hora de atraso), alimentação (2 horas de atraso) e até mesmo hospedagem, caso o atraso supere 4 horas.

Ainda no aeroporto, fique atento à sua bagagem. Caso você tenha que viajar com malas despachadas, confira tudo e reporte à companha aérea em caso de irregularidade ou extravio. Se sua bagagem não for encontrada, você tem direito a indenização.

Hospedagem

Para evitar aborrecimentos com os serviços de hospedagem, o consumidor deve imprimir comprovantes das reservas realizadas. Apresentar esses papéis na recepção do hotel agiliza o processo de check-in e ajuda a evitar mal entendidos. Além disso, para reservas feitas online com depósito antecipado, o valor deve ser descontado do total cobrado no check-out.

O consumidor também deve estar atento a todos os serviços prometidos pelo hotel no momento da reserva. Vale checar se chuveiro, TV a cabo e Wi-Fi estão funcionando corretamente. Caso contrário, deve comunicar à recepção imediatamente para o conserto ou troca dos serviços ou equipamentos defeituosos. Caso isso não ocorra, pode solicitar outro quarto.

De acordo com a Proteste, caso o serviço do hotel não esteja de acordo com o esperado, ele deve comunicar imediatamente o responsável. Com base nessas queixas, pode até solicitar desconto na diária.

Por fim, ao sair do hotel, é importante checar com cuidado a conta de serviços, como restaurante e frigobar. Durante a estadia, vale a pena tomar nota dos custos realizados no local e comparar com a fatura de saída hotel, a fim de evitar cobranças extras.

Transporte

Outro cuidado que turistas devem ter no Rio é no uso do transporte público, principalmente nos táxis. Segundo o Procon, anualmente, cerca de 2,8 mil queixas são registradas com relação aos taxistas cariocas por cobranças abusivas durante as corridas.

Para evitar esses problemas, vale a pena conferir em um app de rotas, como Google Maps ou Waze, o melhor caminho a ser feito e informar ao taxista sobre a sua preferência.

Outros serviços, como o Uber, já fornecem a melhor rota para os motoristas, o que pode evitar essas situações.

Você vai se interessar por:

 

Vai curtir os Jogos Olímpicos 2016? O que achou das dicas? Compartilhe!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças