Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Proteção veicular é igual seguro de carro? Tire suas dúvidas

A- A+

Com funcionamento semelhante ao de cooperativas, em que um grupo de pessoas se associa para dividir despesas, as associações de proteção veicular prometem tornar menos onerosa a vida de quem deseja preservar seu patrimônio.

Mas até que ponto é possível confiar nesse sistema? Para saber a resposta, o primeiro passo é entender as diferenças entre o seguro tradicional e a proteção veicular, avaliando a melhor opção para a sua necessidade.

proteção veicular

Modalidade prevê divisão das despesas com acidentes em espécie de cooperativa. Foto: iStock, Getty Images

Seguro ou proteção veicular?

Ao participar de uma associação de proteção veicular, você não está contratando apólices de seguro. Os serviços são completamente distintos, e é preciso ter clareza disso antes de assinar qualquer contrato.

A diferença está na transferência de risco: na relação com a seguradora, você paga para que ela assuma o risco de que algo aconteça com o veículo, cobrindo as despesas que o sinistro possa gerar. Já na proteção veicular, você assina um contrato de responsabilidade mútua e divide os riscos com todos os associados.

Outro ponto importante está no fato de que as associações não têm fins lucrativos, enquanto as seguradoras são empresas comuns. Essa diferença acaba impactando diretamente o preço: em geral, é bem mais barato contratar uma proteção veicular do que um seguro.

Como funciona a proteção veicular

Agora que você já entendeu a diferença das apólices de seguro para a proteção veicular, é importante compreender, na prática, o funcionamento do sistema. Imagine que você decida reunir seus amigos e conhecidos para criar uma grande parceria e dividir as despesas que os carros possam ocasionar.

Nesse caso, seria necessário calcular o valor médio dos custos com os sinistros, entender de contabilidade, dominar os aspectos jurídicos, investigar se os acidentes foram legítimos e contratar mecânicos de confiança, entre tantas outras exigências operacionais. Complicado, não é mesmo?

Foi para solucionar esse impasse que surgiram as associações de proteção veicular. Elas se encarregam de toda a parte administrativa e burocrática, bastando ao associado manifestar o desejo de participar, honrar o contrato e contribuir com a quantia mensal estipulada.

Em geral, as associações oferecem os mesmos benefícios que as seguradoras, como proteção contra roubo, furto, enchentes, incêndio e danos a terceiros. Do ponto de vista da cobertura, há poucas diferenças entre as apólices de seguro e as associações.

E também vale lembrar que o cálculo do valor a ser pago pelo associado não considera critérios como estado civil, idade ou gênero do condutor. Trata-se de uma análise totalmente imparcial, que se baseia apenas no valor do bem, conforme indicado na tabela FIPE.

Susep sugere atenção

Se pareceu uma boa ideia, vá com calma. É preciso ter cautela antes de sair se associando. A Superintendência de Serviços Privados (Susep), em orientação divulgada no seu site, não reconhece o serviço de proteção veicular como um seguro legítimo.

Por isso, o órgão não garante que o consumidor que eventualmente se associar a uma cooperativa será ressarcido no prazo previsto e nos valores indicados.

“Como essas associações e cooperativas não estão autorizadas pela Susep a comercializar seguros, não há qualquer tipo de acompanhamento técnico de suas operações”, informa o texto na página oficial do órgão.

Portanto, a palavra de ordem é atenção. Leia e releia o contrato que você irá assinar e procure tirar todas as dúvidas no momento da negociação.

Uma recomendação válida é entrar em contato com outros associados que precisaram fazer uso da cobertura para se certificar de que o sistema funciona na prática.

Você vai se interessar por:

Seu veículo protegido

Quer aumentar a proteção do seu veículo? Então, é hora de garantir segurança para os momentos imprevistos. Com o Vivo Assistência Casa e Auto, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro mecânico em emergências

E você, confia na proteção veicular? Deixe seu comentário!

Aprendendo como lavar carro com economia
Carro pode ter câmbio manual ou automático
Tomada pode ser 110 ou 220
Voltagens das cidades brasileiras varia
Aprendendo como comprar imóvel com segurança
Mulher segue dicas de limpeza doméstica