Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Promoção não cumulativa: entenda o que é e descubra oportunidades

A- A+

Você está procurando uma oferta e se depara com aquela expressão: promoção não cumulativa. Esse termo nomeia diversas promoções e programas de vantagens do comércio. Saber que uma promoção é não cumulativa, por exemplo, é igual a saber que você não pode acumular vantagens. Mas na prática, o que muda com isso?

Promoção não cumulativa: o que é

Quando uma empresa vende ou oferece cupons de desconto para as promoções que está realizando, ela oferta porcentagens ou valores fixos de decréscimo naquele produto específico ou naquela linha de produtos que estão sendo vendidos. Você ganha o direito de, inserindo um código, pagar um valor mais baixo na sua compra.

seudinheiro-promocao-nao-cumulativa

Comprar com cupons é garantia de descontos. Foto: iStock, by Getty Images

Quando se trata de uma promoção não cumulativa, o que abrange a maior parte dos casos, isso significa que você só pode utilizar um cupom de desconto por compra. Se essa empresa têm duas promoções vigentes e você tem cupons das duas, você não pode utilizá-los na mesma compra. Precisa usar um cupom para adquirir um produto e outro para outra.

A promoção cumulativa é o contrário. É quando você tem a liberdade de agrupar dois cupons diferentes para conseguir um desconto maior. Geralmente, até mesmo essas promoções têm regras específicas para a combinação dos tickets. Um valor mínimo de compra costuma ser exigido, para que a empresa não tenha prejuízo com o desconto que está concedendo.

A categoria de promoção não cumulativa ainda é a mais comum no Brasil, já que os cupons ainda estão se firmando entre os consumidores online. Nos Estados Unidos, maior mercado de cupons de desconto do mundo, existe mais flexibilidade nas promoções. Em terras norte-americanas, 92.5 milhões de pessoas por ano usam cupons, segundo dados da Flipit.

Promoção não cumulativa: o que as empresas oferecem

Isso não significa que as grandes empresas do varejo brasileiro não estejam despertando para a criação de promoções cumulativas, mais flexíveis. A Netshoes, por exemplo, permite que você acumule dois cupons, de duas promoções diferentes, para obter desconto em uma mesma compra. A diferença é que quanto maior o desconto, maior o valor da compra mínima para validá-lo.

Uma outra parcela dessas empresas opta por fazer a própria promoção não cumulativa e firmar parceria com programas de vantagens para os clientes que querem acumular seus descontos. Nesse tipo de programa, cada valor que você gasta é equivalente a um determinado número de pontos, que podem ser trocados por produtos ou serviços quando acumulados.

Você vai se interessar por:
Compra coletiva x cupom de desconto: veja diferenças
Cupons de desconto tiveram início com Coca-Cola; conheça a história

A própria Netshoes realiza esse tipo de parceria. A cada R$ 2 que você gastar na loja da marca, você ganha um ponto acumulado no programa de pontos da Multiplus. Quando você atinge um número desejado, pode trocar por produtos de qualquer empresa parceira, inclusive da loja da Netshoes.

Outras empresas preferem criar promoções mistas. A companhia aérea TAM, por exemplo, oferece bônus de 30% nos pontos de quem realizar transferências de pontos de cartões de crédito para o programa Multiplus, sendo uma promoção cumulativa. Quanto mais transferências, mais pontos. Mas essa regra só é válida para os cartões de crédito. É uma promoção não cumulativa quando se trata de outras empresas, já que o bônus não incide sobre esses pontos.

Compre com descontos

Você já conhece o Vivo Descontos? Com esse serviço, você terá direito a muitos cupons de desconto e promoções em restaurantes e lojas das melhores marcas do Brasil. Na primeira semana, não se paga nada, e após o fim desse período é cobrado R$ 2,99 por semana.

> Vivo Descontos: Receba cupons ilimitados por SMS, internet ou aplicativo de smartphones

Gostou das dicas promoção não cumulativa? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

vale a pena usar roupas de marca
feiras de trocas
metas de curto médio e longo prazo
quando vale a pena comprar título de capitalização
relógio ou celular
esteira ou bicicleta ergométrica