Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Produtos orgânicos são sempre mais caros?

A- A+

Produtos orgânicos são aqueles cultivados sem o uso de pesticidas, sementes geneticamente modificadas ou fertilizantes sintéticos. O manejo e o cultivo desse tipo de produção agrícola respeitam ao meio ambiente e buscam preservar a natureza, o que resulta em produtos finais mais limpos para o consumidor final e mais caros também.

Porque produtos orgânicos custam caro

O movimento de reação ao modo de produção conhecido como convencional teve início nos anos 80, segundo o engenheiro agrônomo Sebastião Tivelli em artigo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A ideia era criar produtos que fossem seguros para o ambiente e para quem os consome. É essa a definição de produtos orgânicos, segundo a lei 10.831/2003.

produtos-organicos

Produtos orgânicos não possuem pesticidas em sua produção. Foto: iStock, by Getty Images

Mas mesmo que sejam mais saudáveis, esse tipo de produto ainda é menos vendido do que os convencionais, principalmente por apresentar preços mais altos na hora da venda. Esses valores, comprovadamente mais caros, se devem a uma série de fatores que devem ser alterados com relação à produção convencional em larga escala.

Um dos principais motivos para o encarecimento dos produtos orgânicos, conforme a Embrapa, é a exigência de certificação. Para comercializar esses produtos, o agricultor precisa comprovar que respeita todas as normas de produção e as legislações trabalhista e ambiental, coisa que o agricultor convencional não precisa fazer.

Outra explicação é a necessidade de criação de uma barreira para vizinhos não-orgânicos. Para evitar o contato com agrotóxicos e pragas que possam existir em plantações convencionais, o agricultor orgânico precisa deixar uma faixa de terra improdutiva entre as duas áreas férteis. Essa terra improdutiva não gera lucros e os gastos precisam ser cobrados nos produtos orgânicos.

Você vai se interessar por:
Veja como economizar com a horta caseira
Quais são as frutas da estação e economize dinheiro na hora de comprar
Legumes do inverno: economize com produtos da estação

O mesmo artigo da Embrapa aponta ainda que a demanda de mais mão de obra também encarece o produto final. Os compostos orgânicos precisam ser compostados e distribuídos na terra por profissionais específicos para isso. O sustento de toda essa mão de obra vem da receita que o agricultor obtiver a partir da venda.

Além disso, o cultivo orgânico tem também uma escala de produção menor com relação ao cultivo tradicional. Como os produtos orgânicos não recebem nenhum tipo de produto químico que acelere o crescimento, eles demoram mais para se desenvolver do que os convencionais e, por isso, custam mais caro, já que os produtores buscam equilibrar a receita.

Produtos orgânicos: opções para o preço

Mas nem sempre os produtos são os únicos responsáveis pelo alto preço. O lugar onde você compra também pode fazer a diferença. Além de os supermercados terem 48% menos disponibilidade de produtos orgânicos do que as feiras livres, segundo uma pesquisa do Movimento Vá pra Feira, eles ainda têm preços mais altos do que nos comércios informais.

Em cidades como São Paulo, acontecem cerca de 900 feiras livres semanais, segundo o Ministério do Turismo. Nesses espaços, além de consumir o produto direto do produtor, sem passar pela tributação e pelo aumento da margem de lucro que acontece nos supermercados, você também consegue negociar. Se comprar uma caixa de laranjas orgânicas, por exemplo, pode conseguir um preço final mais baixo do que teria se comprasse apenas algumas unidades.

Gostou das dicas para produtos orgânicos? Compartilhe!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria