Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Preocupado com seu dinheiro? Veja como sair do endividamento pessoal

A- A+

Seu dinheiro ainda curto? Não é só você que tem esse problema. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), com dados de 2015, mais de 60% das famílias brasileiras passaram o ano com o orçamento comprometido. Para fugir dessa estatística e saber como sair do endividamento pessoal, é preciso mudar os hábitos e apertar os gastos.

Verificando como sair do endividamento pessoal

Sair do endividamento pessoal requer muita disciplina e maior controle dos gastos. Foto: iStock, Getty Images

Como sair do endividamento pessoal

Crédito fácil, aumento da inflação, altas taxas de juros, falta de planejamento e controle dos gastos, compulsividade e busca por manter as aparências a qualquer custo. Esses são apenas alguns dos fatores que contribuem para o endividamento, situação que pode afetar a saúde e gerar problemas emocionais.

O primeiro passo para saber como sair do endividamento pessoal é conhecer a sua real situação financeira, colocando no papel todos os detalhes das dívidas e demais gastos mensais. Com essa relação em mãos, é possível avaliar quais despesas desnecessárias podem ser cortadas ou diminuídas para quitar o que deve.

Para as famílias, fazer uma reunião com todos os membros para informar a situação é fundamental, pois devem ajudar a poupar e compreender o momento. O engajamento familiar é muito importante na eliminação das dividas.

Limitar os gastos apenas ao essencial para atender as necessidades básicas da casa também é uma medida indicada. Por alguns meses, até que a situação se estabilize, talvez seja melhor se privar de gastos com lazer e focar apenas nas despesas essenciais, como água, luz e alimentação, até conseguir quitar as dívidas.

Aquilo que não é urgente e gera custos, como o pacote completo da TV por assinatura, pode sofrer ajustes ou ser suspenso temporariamente. Vale considerar também vender o que tem em casa, mas não é importante no momento.

Outra opção que faz parte das dicas sobre como sair do endividamento pessoal é aumentar a renda. Procurar fazer jornada e trabalhos extras, arrumar um trabalho como freelancer para as horas vagas ou ainda vender produtos ou serviços em que tenha alguma habilidade são alternativas.

Em meio a todos esses esforços, não se esqueça de tentar reduzir o tamanho da dívida. A saída é procurar negociar com as instituições para as quais está devendo, tentando reduzir juros e tornar o débito acessível à sua condição financeira. É possível conseguir boas reduções no valor final devido.

E se o fundo do poço se aproxima?

Para casos de maior dificuldade, em que não se consegue reverter a situação ou enxergar uma possibilidade de saída, pode ser interessante ainda procurar a ajuda de um coach ou consultor financeiro. Esses profissionais são especializados e podem auxiliar, fazendo um plano detalhado para sair do endividamento pessoal de acordo com sua situação.

Seja nesse cenário de total desespero ou mesmo para prevenir a inadimplência, a dica principal é fazer um bom planejamento mensal em longo prazo, relacionando todas as receitas e despesas, além de seguir a previsão de gastos com controle e muita disciplina.

Você vai se interessar por:

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Viu como sair do endividamento pessoal é possível? Compartihe as dicas!

Dicas para quem pensa em vender bens para pagar dívidas
seudinheiro-Compras-de-supermercado
sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado