Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Precisa de uma segunda fonte de renda? Confira 6 boas ideias

A- A+

Mesmo para quem tem um emprego formal – com carteira assinada e direitos trabalhistas – uma segunda fonte de renda pode se mostrar necessária. Como a inflação parece abocanhar um pedaço cada vez maior do salário, um dinheiro extra sempre vem em boa hora para ajudar nas despesas mensais.

Além disso, não são raros os casos em que a segunda fonte de renda acaba por se tornar a principal. É prudente, claro, que o emprego fixo seja mantido por segurança. Mas muitas pessoas acabam por descobrir talentos que superam suas expectativas, dando origem a negócios (e histórias) de sucesso.

Mulher feliz com segunda fonte de renda

Há várias formas de garantir uma renda extra para ajudar no pagamento de despesas. Fotos: Shutterstock

6 ideias para uma segunda fonte de renda

Quer começar um negócio e precisa de inspiração? Confira seis segmentos nos quais você pode investir com boa chance de sucesso.

Vender produtos de beleza

Se você não é expert em “fabricar” alguma coisa, ou mesmo se não tem tempo para isso, uma dica é revender produtos. No segmento de beleza, há várias marcas para escolher. Embora elas forneçam todas as instruções necessárias, é preciso cuidar apenas com a questão da cobrança, para evitar surpresas.

Mulher feliz com segunda fonte de renda

Fazer trufas

Mesmo que você não seja um mestre cuca, alguns produtos exigem que se faça apenas uma receita. Nessa proposta, as trufas – aqueles bombons artesanais com recheios deliciosos –  são uma boa pedida. Além de ser um produto vendável, há muitas formas de comercialização. Lanchonetes, restaurantes e food trucks são alguns dos potenciais clientes.

Casal feliz com segunda fonte de renda

Lanches   

Há uma legião de pessoas que trabalha em escritórios e que fica à mercê do que há na padaria ou no barzinho da esquina todas as tardes. Que tal preparar algumas opções de lanche e vender a eles? Ou mesmo no seu ambiente de trabalho?

Fazer lanches como segunda fonte de renda

Artesanato

Se você gosta de pintar caixinhas de madeira, bordar toalhas, fazer trabalhos de colagem em panos de prato ou qualquer outra atividade artesanal, está aí outra fonte de renda. Além de vender aos amigos, parentes e colegas de trabalho, você também pode terceirizar a venda.

Fazer artesanato como segunda fonte de renda

Aulas particulares

Nem sempre você precisa vender um produto. Pode ser um serviço também. Dar aulas particulares é um excelente meio para ganhar um dinheiro extra. Nesse caso, é melhor cobrar o serviço por hora.

Dar aulas como segunda fonte de renda

Doces e salgados

Se você ama cozinhar e se garante pilotando forno e fogão, fazer doces e salgados para festas é uma ótima opção. Sempre há clientes nesse mercado. Mas é melhor começar com pequenas encomendas, pois toma um certo tempo.

Fazer doces como segunda fonte de renda

Você vai se interessar por:

Como colocar preços?

Não há dúvida de que a parte mais complicada é precificar os produtos. Via de regra, é preciso incluir no valor final os gastos fixos (material), os variáveis (luz, gás, taxas de cartão de crédito), custo de entrega (gasolina, passagem de ônibus ou mesmo o valor do seu tempo caso você vá a pé) e, por fim, sua margem de lucro. Dependendo do valor dos seus produtos, a forma de cobrança deve ser avaliada.

Gostou das dicas para ter uma segunda fonte de renda? Compartilhe!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
Saiba como ganhar uma renda extra com aluguel
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria