Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Poupança versus Tesouro Direto: descubra qual é a melhor opção

A- A+

Poupança versus Tesouro Direto: com a caderneta em desvalorização, essa tem sido uma dúvida comum. Embora ambos sejam investimentos em renda fixa, eles possuem algumas características diferentes, que fazem toda a diferença na hora de escolher.

Poupança versus Tesouro Direto: IR

No caso da poupança, uma das principais vantagens é a possibilidade de resgatar o dinheiro de forma imediata, quando você quiser. Além disso, trata-se de uma modalidade de fácil acesso e que não tem os lucros tributados pelo Imposto de Renda (IR), como acontece com o Tesouro Direto.

Desde 2012, existe uma nova regra para regulamentar suas taxas. A remuneração ocorre a partir da taxa básica de juros, a Selic. Quando ela é igual ou inferior a 8,5% ao ano, o rendimento é de 70% da Selic, mais a Taxa Referencial (TR). Antes disso, o lucro estava fixado em 0,5% ao mês, também acrescido da TR.

Com o cenário econômico brasileiro em instabilidade e altas taxas de juros, é a opção antiga que regula o mercado atualmente, explica o diretor da Vérios Investimentos, Felipe Sotto-Maior.  Para se ter uma ideia, a última vez em que os juros permitiram a aplicação da nova regra foi em julho de 2013. Mas a principal desvantagem desse modelo de aplicação é a sua rentabilidade, que costuma ser baixa.

Uma das vantagens do Tesourto Direto é a possibilidade de realizar todas as transações pela internet. Foto: iStock, Getty Images

Uma das vantagens do Tesourto Direto é a possibilidade de realizar todas as transações pela internet. Foto: iStock, Getty Images

Tesouro Direto trás vantagens

Cada vez mais recomendados pelos especialistas, os títulos do Tesouro Direto oferecem diversificação à sua carteira de aplicações. Na prática, eles representam um empréstimo que o investidor concede ao governo. Em contrapartida, recebe o valor total acrescido de uma taxa, que pode ser prefixada, pós-fixada ou ainda estar atrelada a Selic.

“Para aplicar basta o investidor fazer um cadastro numa corretora de valores e solicitar o credenciamento para a negociação de Títulos Públicos Federais, via Tesouro Direto ou plataforma da própria instituição”, destaca o especialista em investimentos Silvio Paulo Hilgert, diretor acadêmico do XP Educação.

Uma das vantagens é a possibilidade de realizar todo o procedimento sem sair de casa, através da internet. Mas Hilgert lista outros motivos que o tornam uma opção aconselhável:

– O investimento pode iniciar a partir de R$30

– Há diversas opções de vencimento, que podem ser de curto, médio e longo prazo

– Como o governo é o credor, o risco de perder dinheiro é baixo

– A liquidez é diária, o que permite resgate rápido do dinheiro.

Conta corrente sem complicação

Quer economizar dinheiro e ter mais capital para investir? Conheça o Vivo Zuum, uma conta pré-paga que funciona a partir do seu celular. Você só gasta o valor depositado e não precisa comprovar renda. Confira outras vantagens:

– Transferir dinheiro para outra pessoa que também tenha conta Vivo Zuum, de qualquer lugar.

– Recarregar os créditos do seu celular Vivo, de um parente ou amigo.

– Pagar contas de água, luz, gás e boletos bancários.

E solicitando o cartão Vivo Zuum, você também pode:

– Fazer compras em mais de 1,8 milhão de estabelecimentos conveniados MasterCard.

– Sacar dinheiro em caixas eletrônicos da Rede Cirrus.

> Vivo Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

Gostou das dicas para escolher entre poupança versus Tesouro Direto? Compartilhe!

investir em imóvel na planta vale a pena
vale a pena investir na decoração de uma casa para alugar
vale a pena ter seguro de vida
dinheiro poupança pode ser penhorado
por que a poupança rende tão pouco
o que é previdência complementar