Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Posso devolver um veículo financiado com defeito? Descubra

A- A+

Quem compra um carro zero, o faz também por acreditar na maior durabilidade do veículo, na comparação com um modelo usado, já que o novo vem sem desgaste. Mas o risco de surpresas desagradáveis não é eliminado. E se o consumidor fechou negócio em longas prestações, pode estar diante de uma dúvida comum: posso devolver um veículo financiado com defeito? Ao conhecer seus direitos, você protege melhor o bolso.

Perguntando se posso devolver um veículo financiado com defeito

Ao fechar o negócio, dica é verificar possíveis problemas ainda na concessionária. Foto: iStock, Getty Images

Posso devolver um veículo financiado com defeito?

Um aspirador que não liga, um liquidificador que veio com uma peça a menos, um sofá que chegou rasgado. Todas essas situações têm em comum o direito do consumidor de não ficar no prejuízo. Mas e quando envolve um bem de maior valor, como um carro? Posso devolver um veículo financiado com defeito?

Segundo o Código do Consumidor, o comprador tem direito total à assistência durante os primeiros 30 dias de uso. Portanto, se no primeiro mês com seu carro zero, ele apresentar algum defeito, está prevista em lei a possibilidade de encaminhar o automóvel à concessionária na qual foi realizado o negócio para que ele seja vistoriado e reparado por técnicos da montadora.

A partir daí, conforme explica a assistente de direção do Procon de São Paulo, Valéria Cunha, a concessionária precisa cumprir um prazo de 30 dias para devolver o veículo consertado para o consumidor.

Se isso não ocorrer, ele pode solicitar a troca por outro carro – inclusive por um modelo de valor maior, desde que se assuma o pagamento da diferença – ou a devolução do que já foi pago.

De acordo com Valéria, existem alguns entraves burocráticos originados pelo fato de o carro estar financiado e já emplacado. Como o comprador precisa transferir o veículo de volta para a concessionária, é preciso fazer o acerto também junto à financeira ou banco que viabilizou a aquisição.

Conforme o Procon, a compra de um veículo tem sua fatura realizada no nome do proprietário, com as informações do carro e financiamento baseadas em uma unidade específica, que é identificada pelo número do chassi do veículo. Isso pode complicar uma mudança de contrato e os termos do financiamento.

“Nas situações em que o carro é financiado, os procedimentos para efetuar as mudanças de dados de compra dependem de cada banco, o que pode levar mais ou menos tempo”, explica Valéria.

Antes de retirar o carro da concessionária

Para evitar dores de cabeça, o Procon recomenda que o consumidor adote cuidado redobrado antes mesmo de retirar o veículo da concessionária. A dica é checar todos os pontos principais do carro para detectar possíveis problemas. Isso também reduz a chance de a concessionária atribuir o defeito a um possível mau uso do comprador.

“Vale a pena fazer em um carro zero uma prática comum, que é feita da compra de um carro usado: leve um mecânico de confiança junto na retirada do veículo e realize alguns testes antes mesmo de sair da concessionária”, conclui Valéria.

Você vai se interessar por:

Assistência para o seu carro

Tudo certo com o seu carro? Agora é hora de garantir segurança para os momentos imprevistos. Com o Vivo Assistência Casa e Auto, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro mecânico em emergências

Posso devolver um veículo financiado com defeito? Tirou suas dúvidas? Compartilhe!

emprestimo urgente para negativado
reembolso no cartão de credito
como entender a fatura do cartão de crédito
como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos