Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Portal Solução de Dívidas renegocia débitos de clientes do Banco do Brasil

A- A+

Entre os vários serviços surgidos com a evolução do internet banking, a possibilidade de renegociar débitos de forma online ganha destaque no Banco do Brasil. O portal Solução de Dívidas permite que os clientes da instituição que possuem pendências consultem e regularizem a situação de forma rápida.

Conheça o portal Solução de Dívidas

O portal Solução de Dívidas foi um caminho encontrado pelo Banco do Brasil para resolver os altos índices de inadimplência. Relatório divulgado pelo banco mostrou que o percentual de dívidas com mais de 90 dias de atraso era de 2,04% no primeiro trimestre do ano, um resultado ligeiramente superior aos 1,99% registrados no mesmo período de 2014.

O portal Solução de Dívidas ajuda na regularização das contas.

Na ferramenta online, é possível renegociar débitos sem o intermédio de gerentes. Foto: Shutterstock

A implementação do Solução de Dívidas é voltada para clientes pessoa física e também para pequenas empresas. Através desse portal, os correntistas podem refinanciar os débitos que têm com a instituição bancária, sem necessitar do intermédio de gerentes. Dessa forma, o processo fica mais rápido e gera um constrangimento menor ao endividado.

Segundo esclarecimento do Banco do Brasil, a estratégia utilizada pelo portal é a busca do entendimento entre os interesses do banco e as possibilidades do cliente. Em período de instabilidade financeira no país, manter o equilíbrio na renda das pessoas e o funcionamento das pequenas empresas é importante, destaca a instituição.

Para os clientes, o canal abre a possibilidade para sair da inadimplência e da lista de devedores, limpando o nome nas empresas de proteção ao crédito. Para o BB, o portal tem a vantagem de ajudar a recuperar quantias bilionárias que ficam presas nessas dívidas. Apenas no primeiro trimestre do ano, mais de R$ 1 bilhão foi renegociado por meio do Solução de Dívidas.

Como usar o canal

A renegociação pode ser realizada das 6h às 20h, horário de Brasília. O cliente deve acessar o site e consultar seu saldo devedor atualizado, as parcelas em atraso e as novas opções de parcelamento.

É possível realizar o acordo via boleto e imprimir o termo de compromisso. Para o acesso, é preciso utilizar uma senha de oito dígitos, que pode ser cadastrada no primeiro login.

Renegociação para solução de dívidas

O canal criado pelo Banco do Brasil facilita o acesso a um dos mais importantes meios de solução de dívidas: a renegociação. Segundo o educador financeiro Reinaldo Domingos, parcelar os débitos é uma ação válida quando os juros já ultrapassam as possibilidades do endividado. É preciso ter consciência da própria inadimplência.

A dica do especialista é buscar uma negociação que seja realmente vantajosa. A redução dos juros é importante, mas Reinaldo considera fundamental que as parcelas caibam nos orçamentos mensais das pessoas. Para evitar cair novamente na inadimplência, o conselho é reservar o valor para o pagamento das parcelas assim que o salário for recebido.

Mas a dica é não abandonar os sonhos. Manter projetos em curto, médio e longo prazos, mesmo endividado, é uma forma de motivar-se para deixar todas as contas em dia.

Você vai se interessar por:

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

O que achou do novo canal para solução de dívidas? Deixe seu comentário.

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças