Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Plano financeiro pessoal bem definido ajuda a alcançar objetivos

A- A+

A falta de um plano financeiro pessoal é um dos principais problemas dos brasileiros. Essa realidade é mostrada em números: apenas metade da população chega com alguma reserva de capital ao final do mês, aponta pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Sem uma meta estabelecida, fica mais difícil poupar, pois não se encontra um real motivo que justifique o esforço. Mais do que pensar nesse objetivo final, é preciso também preparar o caminho – e é justamente aí que o planejamento do orçamento se destaca em importância.

Trabalhando em plano financeiro pessoal

Diagnóstico das finanças é primeira etapa de um planejamento financeiro pessoal. Foto: iStock, Getty Images

Montando um plano financeiro pessoal

Para organizar um plano financeiro pessoal, é importante compreender o valor do pensamento. Para o educador financeiro Fabiano Porto, ao partir da premissa de que os anseios influenciam as ações e que elas determinam resultados positivos ou negativos, se percebe como é fundamental ter uma estratégia para atingir os objetivos propostos.

“É preciso, em primeiro lugar, ter a real ideia de onde se quer chegar: quais são suas metas e quanto custa para realizá-las”, afirma.

A partir disso, é preciso considerar quanto tempo será necessário poupar para realizar cada uma delas.

Em seguida, chega o momento de reconhecer o seu “eu financeiro”, saber qual é a sua renda líquida e quais são os seus verdadeiros gastos. Nessa ação, chamada de diagnóstico orçamentário, é importante ter em mente que é possível reduzir ou até mesmo eliminar gastos a fim de poupar dinheiro para realizar sonhos.

Para tanto, é preciso se educar financeiramente, corrigir maus hábitos e viver de acordo com seu padrão de vida até que os sonhos definidos lá atrás possam ser concretizados.

Chegando nesse estágio, talvez seja o momento mais difícil: conter a empolgação. “Sugiro que, após a organização do plano financeiro pessoal, mesmo que haja um aumento dos ganhos, a pessoa mantenha os pés no chão e direcione o valor extra para as suas reservas, adiantando a realização dos sonhos ou visando novos objetivos” aconselha.

Porto ainda acrescenta que não há regras quanto ao valor a ser economizado: o importante é que a ação de poupar não comprometa as necessidades básicas da pessoa ou da família.

Solicitar crédito é uma boa ideia?

E se houver dificuldades no caminho? Se a poupança não for suficiente e o plano financeiro pessoal acabar prejudicado? Será que recorrer à linhas de crédito, como o cheque especial, é uma boa saída?

Para o educador financeiro, em um primeiro momento, não. Esse produto financeiro tem altas taxas de juros, devendo ficar atrás na preferência do consumidor – na comparação com um empréstimo consignado, por exemplo.

Mesmo assim, o limite de crédito pré-aprovado pode ser acionado se essa for uma das últimas opções. Mas é preciso ter consciência de que essa saída exigirá de você ainda mais educação financeira para não comprometer os vencimentos futuros.

Se é uma solução definitiva que procura, não há outro caminho a não ser diagnosticar sua atual situação financeira, identificar possibilidades de cortes de gastos e se organizar para quitar as dívidas e realizar seus sonhos. “Viver dentro do padrão de vida é o grande segredo”, finaliza Porto.

Você vai se interessar por:

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Pronto para colocar seu plano financeiro pessoal em prática? Compartilhe as dicas!

Dicas para quem pensa em vender bens para pagar dívidas
seudinheiro-Compras-de-supermercado
sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado