Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Planilhas ajudam a melhorar o controle financeiro pessoal; faça o download

A- A+

Se o dinheiro que você ganha não dá conta das despesas que você precisa pagar é um sinal de que você está precisando melhorar o controle financeiro pessoal. Gastar menos do que ganha é a lição básica dos consultores financeiros para quem quer se livrar de dívidas e poupar dinheiro para realizar o sonho da casa própria, do carro novo ou daquela viagem com a família, por exemplo.

Quem não tem renda fixa, como trabalhadores autônomos e prestadores de serviços, que têm demandas sazonais e recebem por serviço prestado, precisam ter o controle financeiro pessoal ainda mais afinado. O primeiro passo é saber quanto e em que você está gastando seu dinheiro, para então poder fazer um planejamento de que despesas você pode cortar para pode investir no que é importante para você.

finanças-pessoais

Organização ajuda no controle de quanto gastando por mês. Foto: iStock, by Getty Images

 

Planilhas disponíveis gratuitamente para download podem ser grandes aliadas para organizar suas finanças e dar um basta nos gastos desnecessários. Os modelos foram desenvolvidos para servirem como guias no seu controle financeiro pessoal, mas você pode fazer adaptações de acordo com sua realidade. As duas planilhas que serão apresentadas a seguir podem ser baixadas na seção Planilhas do site.

Como planilhas ajudam a melhorar o controle financeiro pessoal

  1. Controle de despesas

Nesta planilha, você deve tomar nota de todas as despesas mensais, do restaurante em que você almoçou à mensalidade escolar das crianças. Procure salvar os arquivos com nomes diferentes a cada mês, para poder acompanhar a evolução das despesas e identificar os gastos desnecessários ou menos importantes, bem como os efeitos desses cortes no seu orçamento.

Este arquivo de controle de despesas é bastante simples. Ele é composto por quatro seções: “Receitas”, na qual você preencherá suas fontes de renda mensais; “Despesas fixas”, para anotar os gastos mensais com valor igual todos os meses, como aluguel e prestações; “Despesas variáveis obrigatórias”, para as contas mensais obrigatórias cujo valor varia de um mês para outro, como água, luz e telefone; e “Despesas extras ou emergenciais”, onde você deve anotar gastos mensais como viagens, passeios, presentes, compras, alimentação, etc.

A planilha tem uma soma automatizada para o subtotal de cada bloco e um resumo consolidado do total de receitas, total de despesas e o saldo do mês. Com isso, você terá um quadro mais claro de onde está gastando seu dinheiro.

  1. Diagnóstico de suas finanças

Tendo a visão exata de suas finanças, você pode partir para o planejamento de médio e longo prazo. Para isso, você precisará da planilha de diagnóstico financeiro. Ela é inspirada em instrumentos de planejamento para empresas e foi adaptada para realidade pessoal. É uma planilha um pouco mais complexa, que tem por objetivo fazer você refletir analiticamente sobre o controle financeiro pessoal.

O modelo tem espaço um espaço inicial para você preencher sua situação atual, por isso é importante colocar a data do preenchimento no arquivo. Em um parágrafo, tente explicar o momento de sua vida financeira: quais são suas receitas, se elas são suficientes, se há dívidas, se você consegue poupar. Na sequência, a planilha prevê que você liste cinco prioridades financeiras. Quitar dívidas, terminar de pagar financiamentos, poupar para a faculdade dos filhos, viajar uma vez por ano ou trocar de carro são alguns exemplos.

Os campos seguintes englobam patrimônio; ativos, divididos em receitas líquidas, contas bancárias e fundos de investimento, imóveis e outros bens (veículos, por exemplo); e passivos, como fatura do cartão de crédito, empréstimos e crediários, financiamentos, etc. Como essa tabela deve ser revisada anualmente, multiplique os valores por 12 meses, com base na média mensal. Não esqueça que o patrimônio e os bens móveis e imóveis devem ser calculados em reais para que a planilha possa fazer a soma dos valores e calcular o saldo entre ativos e passivos.

Você encontrará ainda espaços descritivos sobre tópicos como seguros (de saúde, de bens), plano de aposentadoria (poupança, previdência privada), plano de investimentos e plano imobiliário (casa própria, mudança). O exercício de colocar suas pretensões por escrito fará você refletir sobre seu comportamento financeiro e analisar melhor as escolhas que você faz ao gastar seu dinheiro.

Dicas para melhorar o controle financeiro pessoal

Para aprender a controlar as contas do lar, é preciso ouvir quem sabe. Se você quer aprender a usar o seu dinheiro de um jeito mais inteligente, conheça o Vivo Finanças Pessoais. Com ele, você receberá mensagens e participará de jogos que lhe ajudarão a utilizar o seu dinheiro de uma maneira inteligente, controlar seus gastos e poupar. E você ainda concorrerá a sorteios diários.

> Vivo Finanças Pessoais: Receba dicas por SMS e concorra a R$ 2.500 todos os dias

E você, gostou das dicas para melhorar o controle financeiro pessoal? Comente.

Como ter uma boa qualidade de vida
Crise política brasileira em 2016
Saúde financeira para maiores de 50 anos
Eles sabem como controlar os gastos da viagem
Usando o poder da mente para ficar rico
Tentando controlar os gastos pessoais