Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Pintura automotiva pode corrigir imperfeições na lataria

A- A+

Arranhões, amassados na lataria, partes do carro descascadas ou sem tinta. Todos esses fatores ajudam a desvalorizar um carro. Como ninguém está livre desse tipo de imprevisto no dia a dia, a solução corretiva pode ser a pintura automotiva. Você sabe de tudo que precisa para recorrer a esse serviço?

Como escolher a pintura automotiva

Com o avanço da tecnologia, a pintura automotiva se tornou mais fácil e prática, sem perder a eficácia. Atualmente, nem mesmo a pintura completa do veículo é necessária. Apenas alguns retoques podem resolver arranhões ou descascados em portas e para-choques, por exemplo.

A dúvida entre retocar ou fazer a abordagem completa é comum. Por um lado, o retoque costuma sair mais barato – mas a área afetada precisa ser pequena. Caso contrário, não é o mais recomendado, pois pode haver diferenças significativas entre uma pintura e outra, o que pode tornar a falha visível.

Pintura automotiva é opção para reparos.

Retoque, banho de tinta e pintura completa estão entre as opções de reparos. Foto: iStock, Getty Images

Algumas cores também podem facilitam o processo. O preto, por exemplo, tende a “aceitar” melhor uma pintura retocada do que tons como prata e branco, por exemplo.

Outro fator que dificulta o retoque é a idade do veículo. Carros mais velhos, em função da exposição prolongada ao sol e a outras condições adversas, por exemplo, tornam mais difícil a adequação da pintura à cor natural, se comparado a veículos mais novos.

Além do retoque, há outras modalidades de pintura automotiva. Uma delas é o banho de tinta. Nela, a pintura sai mais barata, mas há desvantagens. A principal é em relação ao acabamento, já que não é feito nada nesse sentido. Como a parte interna não é modificada, pode haver diferenças entre as cores no veículo.

A pintura completa se coloca como a melhor opção para quem busca um serviço melhor acabado, especialmente pensando em médio prazo e em uma eventual revenda. É feita tanto na parte interior quanto na parte exterior do automóvel. Acompanhada de outros detalhes, como pintura de detalhes ou mesmo lixar, o processo pode se tornar mais caro.

Prepare o bolso para a pintura automotiva

Alguns fatores podem influenciar diretamente no aumento do preço do serviço. Entre eles, estão lixar o carro, a qualidade da tinta, e fazer ou não a pintura interna, que exige maior atenção aos detalhes. A troca de cor e as pinturas metalizadas também tendem a ser mais caras.

Antes de optar por fazer ou não a pintura automotiva, o mais indicado é avaliar as necessidades e pensar no que você está buscando. Se o objetivo é vender o carro, talvez seja melhor a pintura completa. Se, no momento, você quer apenas corrigir um pequeno arranhão, o retoque pode resolver seu problema.

Você vai se interessar por:

Assistência em emergências

Decidido a apostar na pintura automotiva? Agora é hora de garantir segurança para os momentos imprevistos. Com o Vivo Assistência Casa e Auto, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro mecânico em emergências

Gostou das dicas sobre pintura automotiva? Então, aproveite para compartilhar esse conteúdo!

como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
preço de imoveis começa a cair
economizar no seguro da casa
economizar no seguro do carro