Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Pagar menos que o mínimo da fatura do cartão é possível?

A- A+

Com o poder aquisitivo do consumidor reduzido, o pagamento das contas acaba prejudicado e o malabarismo começa: qual despesa quitar, qual postergar e o que fazer para não perder o controle? Nesse cenário, há até quem cogite pagar menos que o mínimo da fatura do cartão de crédito. Será que isso é possível e será que vale a pena?

Pensando em pagar menos que o mínimo da fatura

Pagar valor inferior ao do contrato pode ser considerado inadimplemento. Foto: iStock, Getty Images

Evite pagar menos que o mínimo da fatura

Você até pode tentar pagar menos que o mínimo da fatura, mesmo depois de ouvir diversos conselhos que indiquem o contrário. Pode tentar inserir um valor inferior na hora de quitar a despesa no caixa eletrônico, por exemplo.

Mesmo que tenha sucesso, não significa que a manobra seja aceitável por parte da administradora do cartão. É preciso entender que o valor mínimo – aquele que vem descrito na sua fatura – é uma porcentagem acertada em contrato. Assim, o pagamento de uma quantia inferior pode ser considerado inadimplemento.

Se for por esse caminho, o consumidor fica sujeito a todas as penalidades aplicadas nesses casos, como a inclusão do seu nome nos cadastros negativos, a aplicação de juros altíssimos e demais encargos.

Sem dinheiro? Negocie

E quando não se tem dinheiro, o que fazer? A alternativa mais indicada, nesses casos, é procurar o serviço de atendimento da administradora do cartão e buscar uma negociação. Ao relatar a impossibilidade do pagamento, pode ser possível parcelar o restante da dívida com parcelas que caibam no seu bolso, evitando a negativação do nome.

O melhor, claro, ainda é quitar o valor total. Se possível, obter um outro crédito com juros menores para quitar a dívida do cartão ainda é o mais indicado.

Pagamento mínimo exige cautela

Ainda que sua intenção fosse pagar apenas o valor mínimo da fatura, qualquer especialista em finanças indicaria que essa é uma escolha ruim. Geralmente, a atitude é que leva o consumidor a um grau de endividamento difícil de sair.

Isso acontece devido aos tipos de juros que são aplicados nessa operação. Antes de mais nada, é preciso esclarecer que, quando se paga o mínimo, o cliente está contratando um tipo de empréstimo no qual o credor irá pagar a sua fatura, evitando que seu nome seja negativado.

Mas a diferença que não foi paga torna-se uma nova dívida, e sobre ela incide o chamado juro rotativo (também conhecido como juros sobre juros). Assim, os encargos virão acumulados nas próximas parcelas, sendo que o valor devido só aumenta com o passar do tempo. Para se ter uma ideia, em dezembro de 2015, a taxa de juro rotativo já estava em 415,3% ao ano.

É por isso que fazer o pagamento mínimo é uma cilada: uma alívio momentâneo e um problema maior futuro. A falta de conhecimento sobre os encargos e sobre o método de cobrança aplicado pelas operadoras faz com que, muitas vezes, se opte pelo pior caminho.

Você vai se interessar por:

Use o cartão com sabedoria

Não há dúvida quanto à praticidade do cartão de crédito. Nos difíceis dias atuais, ele assume uma importância cada vez maior. O segredo é usá-lo com consciência.

Além de controlar impulsos consumistas, a principal dica é não enxergá-lo como uma extensão de sua renda. Lembre-se que, sempre que fizer uma compra, você usará um percentual do seu salário para pagar a fatura – ou seja, é uma despesa a mais.

Se você aprendeu bem essa lição e sabe aproveitar todos os seus benefícios da ferramenta sem comprometer o bolso, falta só escolher aquele que mais se adapta às suas necessidades e exigências.

Com os Cartões de Crédito Vivo, você pode parcelar em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo e somar pontos no programa de recompensas Vivo Valoriza. Oferecidos em parceria com o Itaú e o Santander, eles também dão bônus e pontos para você falar mais em ligações para telefone fixo ou de longa distância, enviar SMS e acessar a internet, além de descontos em cinema e muitas outras vantagens.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Ainda pensa em pagar menos que o mínimo da fatura? Comente e compartilhe as dicas.

como aprender com erros de finanças
melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet