Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Organização semanal das finanças muda sua relação com dinheiro

A- A+

Se você tem dificuldade em fazer a gestão do dinheiro, assim como a maioria dos mortais, planejar uma organização semanal das finanças pode fazer muita diferença. De forma positiva, claro. Um espaço mais curto de tempo para administrar facilita bastante. Aprenda como fazer e perceba a diferença no bolso.

Mulher fazendo sua organização semanal para economizar nas compras.

No supermercado, a dica é definir quanto do seu orçamento pode ser gasto por semana. Foto: Shutterstock

6 dicas de organização semanal

Quebrando os períodos

Antes de mais nada, é fundamental fazer um planejamento maior e ir quebrando em períodos pequenos. Você pode, por exemplo, traçar a meta anual, mensal e semanal. Depois disso, fazer o controle na semana fica bem mais fácil.

Despesas semanais

Assim, é melhor definir quanto do seu orçamento pode ser gasto por semana. Como despesas semanais, leia-se café, almoço em restaurante, bares, compras no supermercado, crédito de telefone, entre outras.

Revisão periódica

O maior benefício de manter uma organização semanal das despesas é que você ganha tempo para verificar o andamento dos gastos e para reverter a situação (cortando despesas, se necessário) para não fugir de seus objetivos. Digamos que sua meta é poupar R$ 200 por mês. Com um controle rotineiro, você logo identifica quando extrapola em algum gasto.

Planilha

Só há uma forma de saber se você está cumprindo a meta ou não: é preciso anotar tudo o que gasta (até mesmo as despesas miúdas). Para isso, é fundamental ter uma planilha para fazer esse registro. Se preferir, há uma infinidade de aplicativos de celular. A vantagem é que você pode registrar a qualquer momento, sem a desculpa que ficou sem caneta ou esqueceu a lista.

Fique de olho

Nem sempre você precisa esperar o fim de semana para revisar seus gastos. Quando surge uma despesa inesperada em um valor maior, você já pode redefinir prioridades para não ficar no vermelho. Gastou demais em um medicamento? Então, reduza os supérfluos do supermercado, ficando apenas com o básico, por exemplo.

Cardápio

Sim, a alimentação tem tudo a ver com as finanças e preparar a própria comida em casa ajuda a economizar uma quantia significativa. Se você tem um tempinho para isso, o melhor é organizar um cardápio semanal (isso vale até mesmo para os lanches).

Afinal, quantas vezes você desperdiçou um produto fora porque ele venceu na despensa ou você não deu conta de consumir tudo até o fim? Esse é o legítimo dinheiro jogado fora. A forma mais acertada de evitar esse problema é montando um cardápio semanal, com flexibilidade para aproveitar alimentos. Se você compra um produto que vem uma quantidade maior, pense em pratos distintos, podendo usá-lo por dois dias.

Se você tem uma rotina muito agitada e não há a menor chance de preparar as refeições, a opção é pesquisar os valores dos restaurantes mais próximos ao seu trabalho. Em alguns dias da semana, quem sabe até levar um sanduíche bem reforçado possa ajudar muito a economizar?

Você vai se interessar por:

Organize suas finanças

Para aprender a controlar as contas do lar, é preciso ouvir quem sabe. Se você quer usar o seu dinheiro de um jeito mais inteligente, conheça o Vivo Finanças Pessoais. Com ele, você recebe mensagens e participa de jogos que lhe ajudam a controlar seus gastos, poupar e investir. E você ainda participa de sorteios diários.

> Vivo Finanças Pessoais: Receba dicas por SMS e concorra a R$ 2.500 todos os dias

Você tem uma boa dica de organização semanal? Deixe seu comentário.

Como ter uma boa qualidade de vida
Crise política brasileira em 2016
Saúde financeira para maiores de 50 anos
Eles sabem como controlar os gastos da viagem
Usando o poder da mente para ficar rico
Tentando controlar os gastos pessoais