Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba mais sobre o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF)

A- A+

Quando se fala em tributos no Brasil, a cabeça do cidadão chega a ficar perdida. É tanto imposto, taxa e contribuição que muitas vezes a população fica sem saber qual a finalidade de cada uma e quem é o responsável pela sua arrecadação. Alguns tributos são mais conhecidos e estão no dia a dia do brasileiro, como ICMS, IPTU, IPVA, mas outros só chamam mais a atenção quando o governo sinaliza uma queda ou aumento.

Um desses tributos menos conhecidos da população é o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Ele é um daqueles impostos que, além dos juros cobrados pela instituição, aparecem no extrato do banco quando o cliente usa o cheque especial, por exemplo.

seudinheiro-Operacoes-financeiras

A cobrança e o recolhimento do imposto são efetuados pelo responsável tributário. Foto: iStock, Getty Images

Apesar de não ter um conceito tão difundido, ele voltou às manchetes em 2015, quando o governo federal, em meio às medidas que ficaram conhecidas como “ajuste fiscal”, tomou a decisão de aumentar a alíquota do imposto incidente nas operações financeiras de empréstimo e financiamentos a pessoas físicas. O percentual subiu de 1,5% para 3% ao ano. O resultado foi um aumento de 14% no valor arrecadado com o tributo já em março, fruto especialmente das aplicações de pessoas físicas. No acumulado do ano, a arrecadação com o IOF foi de R$ 17,2 bilhões, desempenho 9,9% maior do que no mesmo período de 2014.

Mas afinal, o que é o IOF?

De acordo com definição da Receita Federal, são contribuintes do IOF as pessoas físicas e as pessoas jurídicas que efetuarem operações de crédito, câmbio e seguro ou relativas a títulos ou valores mobiliários. A cobrança e o recolhimento do imposto são efetuados pelo responsável tributário: a pessoa jurídica que conceder o crédito; as instituições autorizadas a operar em câmbio; as seguradoras ou as instituições financeiras a quem estas encarregarem da cobrança do prêmio de seguro; as instituições autorizadas a operar na compra e venda de títulos ou valores mobiliários.

Inclua o percentual do IOF nas compras no exterior ao avaliar preços
IOF elevado: tome cuidado ao comprar com cartão no exterior
O que é o IOF na fatura do cartão de crédito?

As alíquotas do IOF variam conforme a operação financeira realizada. Os percentuais podem ser conferidos no site da Receita Federal.

Regulação das operações financeiras

Além de aumentar a arrecadação do governo federal, o IOF é considerado um imposto importante, pois auxilia na regulação da atividade econômica do país e também na fiscalização das movimentações financeiras, uma vez que incide em pequenas, mas também sobre grandes somas.

Tarifa bancária vira bônus na Vivo

Se você é cliente Vivo e possui uma conta pessoa física tarifada nos bancos Santander, Itaú, Bradesco, Banco do Brasil ou Banrisul, pode transformar o valor pago mensalmente pelo pacote de serviços em mais minutos para ligações no seu Vivo Móvel Pré, Pós ou Controle, além de muitos outros benefícios.

Para acionar o serviço, acesse o site ou entre em contato com um dos canais de comunicação do seu banco e aproveite mais essa vantagem da Vivo.

> Conta Bônus: Transforme tarifas bancárias e anuidade do cartão em bônus para o celular

Gostou das dicas de operações financeiras? Deixe seu comentário.

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças