Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

On Balance Volume ajuda a analisar tendências para o preço de ações

A- A+

Se você está dando os primeiros passos no mundo dos investimentos, pode estar um pouco confuso com uma série de termos estrangeiros, muitas vezes complicados de pronunciar. Eles são mais frequentes no mercado de ações, como é o caso do On Balance Volume, também conhecido como OBV.

Gráfico do On Balance Volume

Mais do que os números, investidor deve avaliar a movimentação do indicador. Foto: iStock, Getty Images

O que é On Balance Volume

Em um primeiro momento, pode até parecer algo restrito a especialistas no mundo das finanças. Contudo, a explicação é pra lá de fácil. O On Balance Volume nada mais é do que um indicador que aponta tendências de alta ou baixa de preços de ações, conforme o comportamento do mercado.

A representação visual do OBV se dá por meio de gráficos que, a princípio, também são simples de interpretar. Quando há tendência de alta, a linha se coloca em movimento ascendente. Na tendência de baixa, o movimento é descendente. Se os preços estão estáveis, a linha segue exatamente no meio, ou seja, não sobe nem desce.

Essa é uma explicação básica, mas para saber analisar um OBV a ponto de tomar uma decisão, naturalmente é necessário conhecê-lo com maior profundidade. Até mesmo porque esse indicador pode apresentar divergências. Nesse caso, é preciso ter conhecimento técnico para chegar a uma conclusão.

Cálculo do On Balance Volume

O termo On Balance Volume foi empregado pela primeira vez em 1963, por Joe Granville, em uma análise técnica. No Brasil, ele também é comumente chamado de Saldo de Volume. O OBV se baseia na teoria que o volume precede o preço da ação, sendo utilizado para determinar o fluxo negativo ou positivo.

A fórmula utilizada para calcular o Saldo de Volume também é bastante simples. Quando o preço da ação fecha o período em baixa, o valor do volume do período é subtraído do indicador. Já quando o preço fecha em alta, o valor do volume do período é somado ao indicador. Se o preço da ação for estável, o volume não é adicionado nem subtraído.

Como já abordado, o On Balance Volume pode apresentar divergências com o mercado. Por isso, ele não pode ser utilizado de forma isolada para a análise do investimento. Assim, a chamada Linha OBV – que é o total da soma e subtração de volume dos períodos – é sempre comparada com a análise de preços do ativo.

Ambas as linhas figuram juntas no gráfico e somente dessa forma é que se pode realizar a avaliação das divergências ou a confirmação de tendências. O que investidor que aplica na Bolsa de Valores precisa saber em relação a esse indicador é que o seu volume numérico não é tão importante.

A prioridade, nesse caso, é conhecer a sua direção – se ela está subindo ou descendo. Em outras palavras, é preciso analisar em qual direção a linha OBV está se deslocando, se para cima ou para baixo.

Você vai se interessar por:

Proteja sua família e concorra a prêmios

Independentemente do tipo de investimento financeiro que realizar, o melhor custo-benefício está no bem-estar da sua família. Com o Seguro Premiado Vivo, você garante a proteção dos seus entes queridos e ainda concorre a prêmios no valor de R$ 2.500 por dia. Para participar, basta enviar a palavra SEGP para 8051.

> Seguro Premiado Vivo: Proteja a sua família e concorra a prêmios

Gostou de saber mais sobre o On Balance Volume? Compartilhe as dicas!

Taxa para investir em ações
Viajar ou comprar um carro
Opção para investir em commodities
O que são commodities
Acompanhando o rendimento do Tesouro Direto
Como usar o home broker