Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

O que fazer se não consigo pagar minhas dívidas? Descubra

A- A+

Se você está diante de um abismo financeiro, não fique desesperado. Essa é a realidade para quase metade dos brasileiros, segundo a Serasa Experian. Em março de 2016, cerca de 41% da população com mais de 18 anos estava inadimplente. Por isso, se o seu questionamento é “o que fazer se não consigo pagar minhas dívidas?”, as dicas a seguir podem ser úteis.

O primeiro passo para se livrar do endividamento é reavaliar sua situação financeira. Você precisa aprender como lidar com o orçamento de uma forma mais organizada, para então verificar formas assertivas de diminuir a inadimplência. Pode parecer difícil no começo, mas saiba que é possível reconquistar a estabilidade nas finanças.

O que fazer se não consigo pagar minhas dívidas

Planejamento é a melhor forma de organizar finanças pessoais. Foto: iStock, Getty Images

O que fazer se não consigo pagar minhas dívidas: 3 dicas

Está pronto para se livrar das noites mal dormidas? Aproveite três dicas para recuperar sua saúde financeira.

  1. Anote seus gastos

O primeiro passo para retomar o controle do orçamento é avaliar os ganhos e os gastos. Utilize aplicativos e planilhas para verificar em que você desembolsa mais dinheiro e procure enxergar onde é possível cortar despesas supérfluas, que pesam no bolso.

  1. Crie uma meta de poupança

Para arcar com as dívidas, é necessário ter capital. Por isso, uma alternativa é estipular uma meta de poupança e começar a juntar dinheiro para, aos poucos, quitar os valores acumulados. Se você tiver um objetivo, fica mais fácil readequar o orçamento.

  1. Renegocie as dívidas

Se você está com dificuldades para abandonar o cenário de endividamento, eis a dica mais importante: tenha ciência sobre cada uma das dívidas, sobre quem são os credores e sobre quais são aquelas com juros mais altos. Estas são as que devem ser abatidas primeiro.

Assim que conseguir somar alguma quantia, você pode procurar o credor para renegociar o pagamento e tentar chegar a um consenso entre um valor que você possa pagar e que ainda seja satisfatório para quem recebe. Para isso, uma boa dica é participar de feirões promovidos especialmente para esse tipo de negociação.

Você vai se interessar por:

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

E aí, o que achou das dicas? Elas foram úteis para você? Fique à vontade para opinar sobre o artigo nos comentários.

como lidar com a avareza
abrir uma empresa de contabilidade
Queda do consumo das famílias brasileiras
Banco Central possui cadastro para emitentes de cheques sem fundo no Brasil. Foto: iStock, Getty Images
Dono de empresa aplicando métodos do controle financeiro empresarial.
Extrato consolidado costuma ter um custo. Foto: iStock, Getty Images