Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Notebook ou ultrabook: qual vai ser a sua próxima compra?

A- A+

Quem deseja adquirir um computador portátil tem duas opções principais: notebook ou ultrabook. Com diferenças pontuais entre si, os modelos exigem atenção de quem valoriza custo-benefício. Para fazer uma boa compra, entenda as vantagens e desvantagens de cada aparelho.

Notebook ou ultrabook?

Para facilitar a argumentação, o primeiro passo é apresentar a definição de cada modelo individualmente:

  • Notebook: é um computador portátil, com bateria interna, criado para dar mobilidade ao desktop
  • Ultrabook: denominação utilizada pela Intel para se referir a computadores criados para competir com o MacBook Air, com design ainda mais portátil do que os notebooks.
Notebook ou ultrabook

Notebook se destaca em quesitos como armazenamento e memória RAM. Foto: iStock, Getty Images

Mas o que significa um design mais portátil? Simples: os ultrabooks possuem bateria com autonomia superior a dos notebooks, são mais finos e mais leves, além de processarem as informações com mais velocidade. A proposta é que o usuário não perca tempo ao fazer a transição entre programas, ligar ou desligar o aparelho.

Mas tamanha praticidade cobra o seu preço. Além de serem mais caros do que os notebooks, os ultrabooks não possuem driver para leitura de CDs ou DVDs e a potência tende a ser inferior à dos notebooks.

Menos capacidade de armazenamento, ausência de placa de vídeo dedicada e pouca memória RAM são algumas das especificações em que o ultrabook apresenta desempenho inferior ao notebook.

Considerando tudo isso, o que vale mais a pena: notebook ou ultrabook? Depende. A decisão deve levar em conta a utilidade que você pretende dar para o aparelho. Se você deseja utilizar o computador prioritariamente em casa, na faculdade ou no trabalho, rodando programas pesados, como editores de imagem ou jogos, a dica é escolher um notebook.

Mas se você passa muito tempo na rua, fica distante de fontes de energia com frequência, utiliza o computador para uso básico a moderado e coloca a mobilidade em primeiro lugar, então, a sugestão é optar pelos ultrabooks.

Notebook x desktop

Agora que você já conhece as diferenças entre o notebook e o ultrabook, que tal aprofundar o assunto, trazendo os desktops para a discussão? Os computadores de mesa perderam um pouco da popularidade com a massificação dos laptops, mas ainda são os queridinhos dos estúdios de publicidade e dos escritórios.

O principal diferencial do desktop é a facilidade de incrementação e de manutenção do sistema. Enquanto manipular a memória RAM ou trocar o disco rígido de um notebook pode ser uma tarefa ingrata, nos desktops isso tende a ficar mais simples.

Além disso, esses aparelhos costumam ser mais potentes do que os notebooks, porque não precisam valorizar a mobilidade, nem trabalhar com linhas compactas. Adicionando drivers específicos para cada função, o desktop consegue melhorar o desempenho.

Em uma escala de desempenho, a lista ficaria assim, do mais baixo para o mais alto: netbook < ultrabook < notebook < desktop. Deu para entender?

Agora, cabe a você identificar o seu perfil de usuário e entender o que pretende exigir dos aparelhos. Com uma boa pesquisa de preços e atenção às promoções, é possível encontrar um modelo cujo custo-benefício seja favorável.

Você vai se interessar por:

Seus eletrônicos estão no Vivo Compras

Desktop, notebook ou ultrabook, seja qual for a sua escolha, é importante comparar os preços e as condições de pagamento. O Vivo Compras traz mais de 850 mil produtos para escolher em diferentes lojas virtuais, através do mesmo carrinho.

> Vivo Compras: Encontre os melhores preços para notebooks

E você, com qual fica: notebook ou ultrabook? Deixe seu comentário!

vale a pena usar roupas de marca
feiras de trocas
Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
micro-ondas ou forno elétrico