Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

No Dia do Economista, confira dicas para gastar menos e economizar mais

A- A+

No próximo 13 de agosto, é comemorado no Brasil o Dia do Economista, profissional que, de modo geral, trabalha com o comportamento de pessoas ou instituições e dos fenômenos econômicos. Esse especialista é capaz de analisar números, índices e entender a economia, sendo o mais indicado para recomendar investimentos, por exemplo.

Tem dificuldade para pagar suas contas em dia? Não sabe como lidar com a instabilidade financeira do país em tempos de crise? Agora já sabe com quem pode contar.

seudinheiro-Dia-do-Economista

Um passo para gastar menos e sair do vermelho é o planejamento financeiro. Foto: iStock, Getty Images

Dia do Economista: dicas de especialistas

Que tal, então, aproveitar o Dia do Economista para conhecer algumas dicas desses profissionais? Veja a seguir como gastar menos, economizar mais, diminuir as contas e sair do vermelho.

Controle seus gastos

Para o economista Samy Davis, autor do livro “Como passar de devedor para investidor – Um guia de finanças pessoais”, é possível economizar nos pequenos e grandes gastos do dia a dia, como as despesas de alimentação e moradia.

Em relação aos gastos com alimentação, por exemplo, Davis indica que o consumidor deve evitar ao máximo comer fora de casa, principalmente em família, por exemplo.

A economia pode vir também da escola dos filhos. “Priorizar escolas mais próximas da residência ou do trabalho pode diminuir despesas com transporte”, cita o economista. Outra dica do profissional é matricular os filhos na mesma escola e pedir desconto.

Segundo Davis, também são indicadas pequenas mudanças de hábitos, principalmente aqueles relacionados ao consumo excessivo e aos gastos com supérfluos, geralmente associados a conforto e bem-estar. “Aprender a identificar os gastos supérfluos é uma saída para que eles sejam evitados e deixem de ser despesas para se transformar em economia”, revela.

Adote um planejamento financeiro

Para a economista e pesquisadora do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Ione Amorim, um passo para gastar menos e sair do vermelho é o planejamento financeiro.

Segundo Ione, para evitar a inadimplência, o consumidor precisa se planejar antes de comprar, fazer empréstimos ou adquirir um financiamento.

“A regra principal para evitar o endividamento excessivo ou superendividamento é não deixar que as parcelas de compras, financiamentos e empréstimos ultrapassem 30% da renda mensal familiar”, recomenda. “Se isso acontecer, o consumidor terá dificuldades em arcar com as despesas básicas do dia a dia”, completa.

Para se planejar financeiramente, uma dica é o consumidor fazer uma planilha com o orçamento mensal para saber exatamente suas receitas e gastos. “A planilha informa quanto o consumidor pode gastar, ajudando ele a não acumular dívidas”, conta a economista.

Você vai se interessar por:

Economia doméstica já tema de estudo nos bancos universitários

Como resultado da balança comercial afeta a economia

Entenda o que é economia de mercado

Recorra à renegociação das dívidas

Caso o consumidor já esteja endividado e com as contas no vermelho, a dica é mesmo renegociar as dívidas, conforme explica o economista e presidente do Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte, Roberto Máximo de Lima. “Nesse caso, o que o consumidor deve fazer? Renegociar, falar com o credor e substituir a dívida”, aconselha.

Se for uma dívida de cartão de crédito ou cheque especial, o economista indica que o melhor é o consumidor fazer um empréstimo com juros menores e tentar equalizar a situação. “A palavra é negociar. Depois da renegociação, a saída é não gastar mais do que ganha para não aumentar a dívida”, finalizaa.

Gerencie melhor sua finanças

Que tal aproveitar o Dia do Economista para repensar a forma como você gerencia suas finanças? Se você gosta da ideia de ter um cartão pré-pago, conheça o Vivo Zuum, um serviço que funciona como uma conta corrente pré-paga no celular. Com Zuum você pode transferir dinheiro para outra pessoa que também tenha conta Zuum, de qualquer lugar. Não precisa ter conta em banco e nem comprovar renda.

> Vivo Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

Aproveite o Dia do Economista para cuidar melhor do seu dinheiro. Cadastre-se e receba nossa newsletter.

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria