Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Negócios imobiliários: o que esperar de 2016?

A- A+

Um novo ano se aproxima e, com ele, as expectativas de mudanças em todas as áreas. Com os negócios imobiliários não é diferente. Mesmo em meio à crise brasileira, a virada vem acompanhada da esperança pelo crescimento das transações – e dos lucros.

Mas os prognósticos para 2016 não são os melhores para imobiliárias, corretoras e construtoras, muito em razão da tendência de manutenção do cenário atual. Segundo pesquisa divulgada em novembro pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o preço dos imóveis subiu menos que a inflação entre novembro de 2014 e outubro de 2015.

A queda foi de 7% e já é a décima vez consecutiva que a variação do índice foi inferior à inflação na mesma base de comparação.

Negocios-imobiliarios-seudinheiro-istock

Para quem deseja investir em imóveis, cenário de 2016 se mostra promissor. Foto: iStock, Getty Images

No acumulado do ano, os preços dos imóveis pelo índice FipeZap – que acompanha os valores em 20 cidades – subiram 2,16%, enquanto a inflação esperada para o período, de acordo com o IPCA, alcançou 9,89%.

O indicador registrou ainda a queda de preço em oito das 20 cidades pesquisadas: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife, Florianópolis, Niterói e Contagem. A tendência é que esse cenário se repita no ano que vem.

Negócios imobiliários podem ficar mais baratos

Se para empresários as notícias não são boas, para o cidadão que corre atrás do sonho da casa própria ou que deseja investir em imóveis, o momento parece ser promissor.

Segundo o advogado e presidente da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação, (ABMH), Lúcio Delfino, os negócios imobiliários tendem ficar ainda mais baratos para o consumidor no ano que vem, pois o cenário para 2016 deve ser semelhante ao atual.

Para Delfino, mesmo que o preço do metro quadrado se mantenha estático, ou sofra uma pequena alta, o valor do real deverá continuar em queda, especialmente pela expectativa de aumento da inflação.

“Além disso, como existe uma maior oferta de unidades, o mercado deve continuar a apresentar propostas interessantes, com descontos que ficam além da queda no preço real”, completa.

Uma alternativa que deve ser levada em consideração por quem pretende adquirir um imóvel em 2016 é optar por uma unidade usada. “Assim, além da queda real de preços – considerando a inflação -, a restrição e o encarecimento do crédito imobiliário tem influenciado muito a liquidez desses imóveis, e, consequentemente, facilitado a vida de quem vai comprar”, aconselha.

O mesmo raciocínio se aplica às locações. Com o mercado desaquecido e grande oferta, o preço tende a continuar em queda.

Dicas para bons negócios imobiliários

Apesar do cenário relativamente favorável para comprar um imóvel, mesmo na alta da inflação, quem está interessado em investir nesse mercado em 2016 precisa tomar alguns cuidados. Confira cinco dicas do presidente da ABMH e faça bons negócios imobiliários.

– Espere pela aprovação do crédito junto ao agente financeiro, para verificar o valor do imóvel que poderá ser comprado. É importante ter consciência de que a realidade financeira é que vai definir o padrão de imóvel a ser adquirido.

– Procure um imóvel dentro de suas necessidades reais. Por exemplo, se você é casado e tem um filho, então não compre um imóvel de três quartos. É necessário adequar o sonho à realidade.

– Conheça bem o imóvel antes de assinar o contrato, visitando-o em horários diferentes do dia para conhecer a realidade do local, tais como a segurança e a vizinhança.

– Quando se tratar de imóvel novo, na planta ou em construção, consulte o Procon e sites como o “Reclame Aqui” para tomar conhecimento sobre problemas com a entidade incorporadora, construtora ou vendedora.

– Verifique quais serão as despesas extras. Além do preço do imóvel, o comprador ou locatário deve lembrar que terá gastos com mudança, despesas com instalações elétricas e hidráulicas, eventual compra de móveis e eletrodomésticos, decoração, tributos, custas cartorárias, entre outros.

Você vai se interessar por:

Assistência para seu imóvel

Para se proteger de qualquer emergência em sua casa, é importante contar com o serviço Vivo Multiassistência. Com ele, além de consertar os seus aparelhos elétricos, você tem acesso a eletricista, vidraceiro, e chaveiro sempre que precisar. Envie um SMS com a palavra MULTI para 2929 e assine por apenas R$ 5,90 mensais

> Vivo Multiassistência: Garanta eletricista, vidraceiro e conserto de eletrodomésticos para casa

E você? O que espera dos negócios imobiliários no novo ano? Deixe seu comentário.

como economizar na limpeza
Como tirar manchas de mofo e bolor da parede
A inflação afeta o bolso
Comprar casas em Orlando é opção
Aproveitando o desconto em imóveis
Eles não têm dúvidas sobre financiamento de imóvel