Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Não sabe como emitir nota fiscal eletrônica? Veja o que precisa

A- A+

Todas as empresas brasileiras que contribuem com o ICMS precisam saber como emitir nota fiscal eletrônica. O documento é obrigatório para quem tem CNPJ e representa uma segurança extra também para os prestadores de serviços independentes. O modelo avulso da NFS-e é emitido e armazenado através de sistemas próprios de cada município.

Conheça a NFS-e

A NFS-e é um recurso voltado aos prestadores de serviços que ainda não têm CNPJ, o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas, e garante que eles também possam emitir nota fiscal eletrônica. O instrumento é uma forma encontrada de usar a tecnologia a favor das empresas, dos consumidores e também do meio ambiente, evitando o uso do papel.

Os prestadores de serviços que estão sujeitos ao pagamento do ISSQN (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) registram nas notas todas as operações prestadas, para fim de conferência fiscal. Com isso, oferecem também mais segurança ao cliente. A emissão da nota faz parte de melhora no acesso à informação e fortalece a credibilidade do servidor.

Como emitir nota fiscal eletrônica

Emissão da nota fiscal cumpre papel importante para o crescimento do negócio. Foto: iStock, Getty Images

Como emitir nota fiscal eletrônica

Não existe uma forma padrão de emitir nota fiscal eletrônica de serviços. Cada município possui seu próprio sistema e define quais informações serão solicitadas ao contribuinte. Todas as NFS-e que forem emitidas ficam armazenadas eletronicamente no sistema em que o prestador de serviços estiver cadastrado.

Como as entidades reguladoras são as prefeituras, é preciso ter um cadastro de profissional liberal no município. É através dele que se começa a pagar os impostos, recebendo permissão para emitir nota fiscal eletrônica. Na maior parte das cidades, essa inscrição pode ser feita através do site oficial da prefeitura.

Os formulários levam em conta os dados pessoais do contribuinte. O CPF é o substituto do CNPJ na emissão de nota avulsa. Além disso, o endereço do domicílio ou do local em que recebe os clientes também costuma ser solicitado. Depois do cadastramento, é preciso pagar uma taxa de inscrição municipal, cujo valor é definido pela administração de cada cidade.

Toda nota deverá ser gerada pelo prestador e conter todas as informações do tomador, dos intermediários e da execução da prestação dos serviços. Vale lembrar que a NFS-e só tem validade jurídica se você tiver um serviço de certificação digital para conferência posterior. O uso de senhas pessoais para acesso ao sistema não garante a validação.

Nota eletrônica faz bem para o seu negócio

Aprender como emitir nota fiscal avulsa e dar início a essa prática na sua prestação de serviços é uma atitude que faz bem para você e também para a comunidade na qual está inserido. Mais do que diminuir o uso do papel, a NFS-e aumenta as oportunidades de negócios e serviços que estejam vinculados a ela.

A ferramenta também amplia a competitividade dos trabalhadores autônomos com relação a empresas com CNPJ e até mesmo em negociações internacionais. Se você presta serviços online, por exemplo, começa a expandir o seu campo de atuação quando pode enviar a documentação através da internet para os seus clientes.

Emitir nota fiscal eletrônica também diminui os riscos de fraudes na autorização e emissão de documentos fiscais. Ainda permite ao prestador que ele consulte todas as notas que já emitiu e garante que os tomadores dos serviços possam acessar e consultar todos os documentos emitidos com os seus dados.

Você vai se interessar por:

Já sabe como emitir nota fiscal eletrônica no seu município? Comente!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria