Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Mudança de cidade obriga proprietário a trocar placa do carro

A- A+

Você sabia que, quando uma pessoa muda de cidade ou estado, é obrigada a trocar placa do carro? A mudança é necessária porque o Código do Trânsito Brasileiro determina a expedição de um novo Certificado de Registro de Veículo em caso de transferência de localidade.

A pena para quem deixar de atualizar o cadastro de registro do veículo e trocar a placa do carro é uma infração leve. Além de levar três pontos na carteira, o motorista paga uma multa no valor de R$ 53,20.

Como trocar placa do carro

Segundo o Detran, para trocar placa do carro devido à transferência de localidade, o proprietário do veículo deve seguir alguns passos. Primeiro, é preciso que ele vá a uma unidade de atendimento no novo município para fazer vistoria de identificação veicular.

Trocar placa do carro ao mudar de cidade

O preço cobrado pela segunda via da placa varia conforme o estado. Foto: Valter Campanato/ABr

Antes de realizar a alteração, ele precisa checar se o veículo tem débitos pendentes, como seguro obrigatório, IPVA ou multas. Se a dívida existir, ela deve ser quitada.

Outros custos para o bolso do motorista são as taxas de transferência e de lacração e emplacamento. E os valores variam de estado para estado.

Em São Paulo, a taxa de transferência custa R$ 163,63 para veículo já licenciado no ano em curso e R$ 235,88 para veículo ainda não licenciado. As despesas com taxa de lacração e emplacamento variam entre R$ 65,07 e R$ 177,42, a depender do tipo de veículo e placas.

A relação de documentos e formulários necessários para se trocar placa do carro inclui RG, CPF e comprovante de endereço, Certificado de Registro de Veículo (CRV) original, laudo de vistoria de identificação veicular, comprovante de pagamento de débitos (tributos, multas ou encargos) e duas vias originais preenchidas do formulário Renavam.

Trocar placa do carro em outras situações

A transferência de localidade não é a única situação que exige trocar placa do carro. Caso ela tenha números apagados, lacre violado, falta de algumas informações em uma ou ambas as placas, o proprietário deve solicitar a segunda via junto ao Detran.

Para fazer esse pedido, é preciso ter em mãos o documento do veículo, original e cópia do RG e CPF, decalque legível do chassi e laudo ou decalque legível do motor.

Em caso de placa furtada, é necessário ainda o boletim de ocorrência. A lista de documentos conta ainda com um formulário (disponível no site do Detran ou nas unidades do órgão), com firma reconhecida, relatando o problema na placa.

O preço da segunda via da placa varia de acordo com o estado. Em São Paulo, a taxa tem o mesmo valor pago pela transferência, variando entre R$ 163,63 e R$ 235,88.

PlacaMercosulNovas placas em 2016

A partir de 1º de janeiro de 2016, o Brasil passa a ter um novo sistema de identificação de veículos que padroniza a mesma patente de placa para todo o Mercosul.

A princípio, apenas os veículos novos e os que passarem por transferência de município ou tiverem algum problema com as placas serão obrigados a mudar para o novo padrão.

Você vai se interessar por:

Clonagem de placa de carro: entenda os indícios e o quando agir

Saiba como consultar IPVA pela internet em 22 estados

Como faço pesquisa de multas registradas no meu veículo?

Assistência em emergências

Tudo certo com as placas do seu carro? Agora é hora de garantir segurança para os momentos imprevistos. Com o Vivo Assistência Casa e Auto, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro mecânico em emergências

Gostou das dicas para trocar placa do carro? Deixe um comentário.

como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
preço de imoveis começa a cair
economizar no seguro da casa
economizar no seguro do carro