Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Morar no exterior é oportunidade de aprendizado

A- A+

O sonho de morar no exterior é comum entre os jovens que desejam conhecer novas culturas, aprender um outro idioma e ter novas experiências para contar. Mas essa é uma decisão que exige planejamento. Afinal, a mudança na rotina é grande, e o destino pode ser uma completa novidade.

Primeiros passos para morar no exterior

Antes de sair por aí, comprar as passagens e definir os detalhes da viagem, é importante pensar qual vai ser o objetivo do seu intercâmbio. Ou seja, se a ideia é ir para um novo país aprender um idioma, ter uma experiência de trabalho ou investir no seu desenvolvimento acadêmico. De acordo com essa reposta, vai ser possível identificar o modelo de viagem que mais se encaixa nas suas expectativas e também para qual lugar você deve ir.

Para Fernanda Castelo Branco, editora do blog Vontade de Viajar, é importante pesquisar sobre o estilo de vida na cidade de destino, os custos e mesmo questões como o clima. Assim fica mais fácil se programar e entender quais adaptações serão necessárias.

“É preciso estar aberto a conhecer novas pessoas e uma nova cultura, pensar antes de julgar algo diferente do que está acostumado”, lembra a editora. Esse é um exercício fundamental para quem deseja morar no exterior e também uma oportunidade de deixar preconceitos para trás.

Morar no exterior é uma oportunidade de entrar em contato com culturas diferentes e conhecer novos lugares. Foto: iStock, Getty Images

Morar no exterior é uma oportunidade de entrar em contato com culturas diferentes e conhecer novos lugares. Foto: iStock, Getty Images

Cuidados para morar no exterior

Como as regras do país de destino também podem variar de acordo com o período e modalidade do seu intercâmbio, não deixe de pesquisar quais são as exigências que você provavelmente vai encontrar, seja antes de viajar ou quando estiver em solo estrangeiro.

“Alguns países europeus não exigem visto de turismo para estadia de até três meses, mas podem exigir para estudo ou trabalho”, exemplifica Fernanda. Também é preciso conferir quais são os requisitos para o programa de intercâmbio que você tem interesse.

Em algumas universidades, é comum que seja pedido um certificado de fluência no idioma – que pode exigir muito estudo e dedicação. Além disso, Fernanda destaca a importância de atitudes mais simples, mas que costumam ser ignoradas. Uma delas é a contratação de um seguro de saúde, que vai fazer toda a diferença se você tiver despesas médicas. Não deixe ainda de anotar os contatos da embaixada e dos consulados do Brasil, que podem dar suporte em situações mais complicadas e que não foram previstas no planejamento da viagem.

Custos de um intercâmbio

Uma forma de realizar o sonho de morar no exterior durante um período é através do intercâmbio estudantis. Entre modalidades como o Ciência Sem Fronteiras e viagens particulares, opções não faltam. Para quem deseja tentar uma experiência mais rápida, existem cursos Para quem quer ficar pouco tempo e voltar, existem opções de cursos de a partir de duas semanas. Entre os destinos estão países como Austrália, Irlanda, Estados Unidos, Inglaterra e Canadá.

“O prazo para providenciar passagem, visto e documentos leva em torno de três meses. Nestes casos, o valor médio de pacotes com curso, acomodação, seguro e passagem aérea é de R$10 mil a R$15 mil. O preço varia de acordo com destino e  a temporada”, explica o diretor comercial da Egali Intercâmbio, Guilherme Reischl. Já as opções para cursos mais longos, a partir de 14 semanas, costuma variar entre R$1o mil e R$20 mil. Nessa faixa de custos, os lugares mais indicados são Austrália, Irlanda, Canadá e Nova Zelândia.

Você também tem planos para morar no exterior? Comente!

estudar fora de graça
trabalho temporario no canadá
trabalho temporário no exterior
trabalho temporario nos EUA para brasileiros em 2016
Volta ao mundo de trem
Em roteiro de viagem de volta ao mundo