Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Mini cruzeiro é alternativa para quem não quer deixar de viajar

A- A+

Com os preços inflacionados e o dólar em alta, viajar parece um sonho cada vez mais distante. Mas se você não quer deixar suas férias de lado, uma opção interessante e econômica é o mini cruzeiro. Na modalidade, em um período reduzido na costa brasileira (de três a cinco dias), você pode aproveitar toda a diversão em alto mar.

Para se ter uma ideia, o valor de um cruzeiro tradicional com oito dias e seis noites pelo litoral paulista ou carioca custa em torno de R$ 5,3 mil reais para um casal. Já o mini cruzeiro gira ao redor de R$ 2,7 mil e conta com sistema all inclusive.

Mulher em um mini cruzeiro

Em tempo de crise, uma opção interessante e econômica para viajar é o mini cruzeiro. Foto: iStock, Getty Images

Mini cruzeiro: menos tempo, mais diversão

Ficar por um período reduzido em alto mar não significa menor proveito do passeio. Ao contrário, reduz o risco de enjoos. “Para quem nunca viajou de navio, o mini cruzeiro é o ideal. Imagine se você passar dez dias enjoado?”, aponta Marco Aurélio Duterwill, diretor da Milhas Turismo. Esse, segundo ele, é o maior medo dos “marinheiros de primeira viagem”.

E não é só isso. Um mini cruzeiro é ideal para uma primeira experiência, para ver se vai gostar desse tipo de viagem, aconselha. “Há o risco também de o passageiro ficar entediado, querer que a viagem acabe logo. Por isso, é melhor não esticar muito da primeira vez”, avalia Duterwill.

O valor do cruzeiro, seja na versão mini ou tradicional, geralmente inclui todas as refeições, lazer e entretenimento a bordo. Nos navios como sistema all inclusive, os passageiros ainda podem aproveitar o open bar, com bebidas alcoólicas no pacote.

Dicas para fazer um mini cruzeiro

Escolha da companhia

O primeiro passo, conforme Marco Aurélio Duterwill, é a escolha da companhia marítima. São mais de dez empresas cobrindo a costa brasileira. “Elas se diferenciam pelo preço, qualidade do serviço, tamanho do navio e opções de entretenimento – e isso pode fazer muita diferença na sua viagem”, relata.

Pesquisa

O agente de viagens indica que sempre se faça uma pesquisa sobre a companhia desejada no site Reclame Aqui. Assim, você pode ver as principais reclamações sobre a empresa e as respostas aos clientes.

Alinhe suas expectativas

É importante escolher uma viagem de acordo com seu perfil para evitar frustrações. Se você quer sossego, não pode ir a um cruzeiro de Carnaval. Se quer agito, não pode ir prestigiar o show do Roberto Carlos. Dependendo das suas expectativas, é melhor não optar pela viagem temática.

Sozinho ou acompanhado?

“Se você quer viajar sozinho, vá sem medo pois um cruzeiro tem diversão garantinda”, atesta Duterwill, lembrando que a equipe é muito animada, garantindo o entretenimento. Entretanto, a diferença pode ser o preço. Isso porque quase todas as cabines são feitas para duas pessoas. Assim, há o risco de pagar o preço de dois.

Os mais procurados

Para os mini cruzeiros, os destinos mais procurados (e mais vendidos) são o litoral de São Paulo e Rio de Janeiro. Por outro lado, os menos vendidos são os cruzeiros de travessias – aqueles que levam os passageiros na viagem de retorno do navio à Europa no final da temporada.

Mini cruzeiro em Ilhabela

Ilhabela, no litoral de São Paulo, é destino comum das embarcações. Foto: iStock, Getty Images

Você vai se interessar por:

Conheça os cartões Vivo

Em uma viagem, um cartão de crédito é mais que necessário. Com os Cartões de Crédito Vivo, além de fazer compras você ainda tem benefícios como bônus em ligações, parcelamentos em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo e pontuação no programa Vivo Valoriza.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Você tem uma boa dica para um mini cruzeiro? Deixe seu comentário.

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito