Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Leve mais pague menos: dá para confiar nessa promoção?

A- A+

Não importa o período do mês. Em uma ida ao supermercado, é comum se deparar com uma promoção no estilo “leve mais pague menos”. E não é apenas nesses espaços: em certas épocas do ano, até lojas de roupas e de calçados promovem liquidações assim. Mas será que vale a pena?

O risco do leve mais pague menos

Primeiro reflita: porque uma loja ou marca vai querer dar algo para o cliente? A própria pergunta já ajuda a explicar que nosso cérebro não é tão lógico quando se trata de comprar. Muitos estudos apontam que não somos tão espertos nessa hora. Quando se fala em pagar menos por exemplo, temos uma forte inclinação a aceitar, ainda que seja uma cilada.

O mesmo ocorre com os preços terminados em 9. Estamos cansados de saber que se trata de uma pegadinha, mas ainda caímos nessa, não é mesmo? Isso ocorre porque o cérebro tende a arrendondar os números para baixo. Assim, R$ 5,99 sempre soará mais próximo de R$ 5 do que de R$ 6.

Com o leve mais pague menos acontece praticamente a mesma coisa. Para que não seja traído pelo cérebro, veja quanto o item individual custa fora da promoção. Além de muitas vezes representar uma economia pequena, você pode comprar em quantidade que não usurá até o prazo de validade expirar.

Mulher avalia compra de leve mais pague menos

Veja o valor individual do produto para avaliar se vale comprar em maior quantidade. Foto: iStock, Getty Images

Como avaliar uma promoção

Quer comprar bem, pagar barato e não ser enganado por uma falsa vantagem? Confira cinco dicas para avaliar uma promoção.

Tipo de produto

Muitas das promoções de leve mais pague menos são um artifício do varejo para vender mais. Entretanto, quando se trata de itens de primeira necessidade ou alimentação – ou seja, que você usará bastante – pode mesmo valer a pena.

Validade

É comum encontrar promoções bombásticas de itens que estão muito próximos ao prazo de validade. Sempre confira a data em todos os produtos, não apenas os da oferta em questão, sob pena de comprar “gato por lebre”.

Consumo

Você está de frente a um fardo com 12 detergentes de louça por um preço super em conta? Ok, mas você lava muita louça mesmo? Se você é daquelas pessoas que nem come em casa e usa fogão e pia apenas no final de semana, certamente não fará um bom negócio.

Afinal, comprar para um prazo muito longo significa que você perderá capital que poderia utilizar em outras coisas mais necessárias. Não importa qual o tipo de produto, sempre é interessante questionar em quanto tempo você vai dar conta de usar tudo o que vem no pacote.

Cuide com os impulsos

Não pense em colocar itens no carrinho só porque estão baratos. Isso pode levá-lo a muitos gastos desnecessários. Nos casos de “leve 3 pague 2”, veja antes o preço individual do produto e avalie se realmente está pagando menos.

Outra forma de avaliar se vale a pena é verificar o custo do produto em outros estabelecimentos para verificar se realmente se trata de uma promoção.

Sensação de status

Algumas lojas ou marcas ligam o consumo não a preços, mas a sensações de status e poder. Essas são as mais perigosas. Frases como “você merece” ou “feito para você” são um verdadeiro desafio à compra consciente. Nesses casos, o consumidor não é pego por preços, mas sentimentos que geralmente não estão explícitos.

Você vai se interessar por:

Conquiste descontos de verdade

Quer fazer as suas compras pagando menos e sem cair em armadilhas? Para aproveitar as melhores promoções, conheça o Vivo Descontos. Com esse serviço, você terá direito a cupons de desconto e promoções em restaurantes e lojas das melhores marcas do Brasil. Na primeira semana, não paga nada e, após o fim desse período, é cobrado R$ 2,99 por semana.

> Vivo Descontos: Receba cupons ilimitados por SMS, internet ou aplicativo de smartphones

Este artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

metas de curto médio e longo prazo
quando vale a pena comprar título de capitalização
como conseguir desconto na compra de livros
exemplos de produtos supérfluos
como pechinchar na internet
como conseguir desconto em faculdade particular