Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Lâmpadas de LED: economia pode esbarrar no preço do produto

A- A+

Mais econômicas e de maior durabilidade, as lâmpadas de LED ganham espaço entre os consumidores, frente a opções menos eficientes, como as incandescentes e mesmo as fluorescentes. No entanto, ainda que seu preço esteja em queda, seria preciso que seu custo final caísse 43% para justificar seu o em larga escala nas residências, aponta a Associação de Consumidores Proteste.

O índice considera a troca de todas as lâmpadas dentro de casa. No entendimento da entidade, a economia oferecida por elas não chega a ser tão grande, quando comparadas com as fluorescentes, que tem um preço inferior.

A explicação é simples: o retorno financeiro com a mudança para a tecnologia LED só viria depois de cinco anos e só valeria a pena realmente se a residência ainda tivesse lâmpadas incandescentes em uso.

Trocando por lâmpadas de LED

Com atual custo da lâmpada de LED, economia pela troca seria muito pequena. Foto: iStock, Getty Images

Teste sobre as lâmpadas de LED

O levantamento realizado pela Proteste comparou lâmpadas de LED, fluorescentes, halógenas e as incandescentes, modelo que era o mais tradicional até alguns anos.

O estudo simulou o consumo em um ambiente com uso por 8 horas diárias, acumulando um total de 25 mil horas, que é a vida útil média de uma lâmpada LED. O total de tempo calculado equivale a 8,5 anos de uso. A média de preço usada no estudo foi de R$ 0,84 por kilowatt/hora (kWh).

A potência energética exigida por uma lâmpada de LED é de 19,2W, um pouco abaixo dos 21,4W consumidos por uma fluorescente e menos de um quinto do que uma incandescente gasta, que chega a 100W.

Um dos principais ganhos do LED é a sua vida útil de 25 mil horas, bem acima das 10 mil horas das lâmpadas fluorescentes. Um fator contra o LED ainda é o seu custo: uma lâmpada custa em média R$ 30, enquanto uma fluorescente pode ser encontrada por R$ 12.

Levando em conta o período proposto pelo estudo, o gasto de uma lâmpada LED ficaria em R$ 433,65, enquanto as fluorescentes teriam um peso de R$ 484,74, considerando no custo também o valor da substituição das lâmpadas.

No final das contas, o uso de LED geraria uma economia líquida de R$ 51,09. Parece um bom número, mas dividindo por 102 meses (equivalente a 8,5 anos), a economia mensal não passaria dos R$ 0,50.

Lâmpadas de LED valem a pena?

Se na conta mensal, em comparação com o uso de lâmpadas fluorescentes, o LED não parece tão econômico, caso você ainda tenha lâmpadas incandescentes em uso na sua casa, pode ser uma ótima opção, devido ao seu baixo consumo e alta vida útil.

Mas para o Proteste os preços das lâmpadas LED ainda precisam cair para que elas fiquem mais populares e justifiquem a economia. No fim das contas, a opção é sempre do consumidor.

Você vai se interessar por:

Assistência para sua casa

Para se proteger de qualquer emergência em sua casa, é importante contar com o serviço Vivo Assistência Casa e Auto. Com ele, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro em emergências na sua casa

Você já usa lâmpadas de LED na sua casa? Deixe seu comentário.

como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
preço de imoveis começa a cair
economizar no seguro da casa
economizar no seguro do carro