Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Internet amplia opções para quem gosta de ouvir música

A- A+

A música é companheira fiel na vida dos brasileiros. Uma pesquisa do Ibope Media mostra que 91% da população busca ouvir música nos canais de rádio. Outros 56,5% preferem a individualidade dos serviços de streaming, conforme o Instituto Opinion Box.

Mas a qualidade da experiência não depende só do meio escolhido, mas também de quanto a decisão pesa no seu bolso. Ouvir música de forma econômica está ao seu alcance.

Ouvir música de forma econômica está ao seu alcance.

Ao alcance da sua mão, aplicativos no smartphone aproximam a música de você. Foto: iStock, Getty Images

O hábito de ouvir música na web

Em seus primeiros anos de popularidade, a internet foi considerada vilã pela indústria fonográfica. Ela tornou livre o acesso a conteúdos que antes precisavam ser pagos e facilitou a distribuição ilegal.

Foi quando as gravadoras passaram a usar a web como uma nova plataforma para que os clientes pudessem ouvir música com qualidade, que o mercado voltou a crescer.

Mesmo com a queda das vendas de produtos físicos, como CDs, o mercado musical mundial continua crescendo, em função dos incrementos digitais. Os dados são da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI).

O hábito de ouvir música pela internet já representa 46% das vendas mundiais desse setor e essa foi a segunda vez, em cinco anos, que o mercado musical cresceu, conforme a entidade.

Canais audiovisuais de conteúdo livre, como o YouTube, são maneiras baratas de consumir música online. Segundo as estatísticas liberadas pelo site, 300 horas de vídeos são enviados por minuto à página.

Isso significa que é possível encontrar uma grande quantidade das faixas musicais já produzidas até hoje, sendo que o uso do site não tem nenhum tipo de custo.

Os serviços de streaming, como o Spotify, o Deezer e o Rdio, cada vez mais populares no país, também são opção para quem quer ouvir música e escolher a faixa preferida.

No Spotify, que está ativo há cerca de um ano no país, estão disponíveis mais de 30 milhões de faixas. Nesse período, os brasileiros ouviram mais de 200 milhões de horas musicais no app, conforme o balanço da empresa.

A desvantagem do serviço é que, apesar de a conta em modalidade Free não ter custos, ela também só permite que as faixas rodem em modo aleatório. Não é possível escolher a música que se quer, algo que é permitido no Deezer.

Por outro lado, a conta gratuita nesse segundo app só é ilimitada por 6 meses. Depois, o usuário tem permissão para ouvir somente duas horas mensais. A conta Premium também é online, para computador e com custo de R$ 8,90 por mês.

O Rdio, por sua vez, mantém a gratuidade ilimitada nos primeiros seis meses e, depois desse período, passa a cobrar R$ 8,99 para quem quer ouvir música online. A forma de pagamento é através de cartão de crédito internacional.

Ouvir música offline

Os mesmos serviços de streaming também estão disponíveis para quem quer ouvir música sem estar conectado à internet. Mas, para usar, é preciso contratar modalidades mais completas, que são pagas. É o caso do Spotify. O nível Premium reúne 25% dos 60 milhões de usuários que o aplicativo tem no mundo todo e custa, no Brasil, R$ 14,90 mensais.

O Plano Premium+ do Deezer oferece o mesmo tipo de serviço. Você pode ouvir música online e offline, pagando R$ 7,49 por mês no primeiro semestre e, depois, R$ 14,90. Segundo o serviço, são também 30 milhões de músicas disponíveis.

O Rdio anuncia ter 20 milhões de faixas e um plano Unlimited, que custa os mesmos R$ 14,90 por mês dos concorrentes.

Você vai se interessar por:

Celular de dois fones é opção para quem gosta de música e vídeo

Confira quatro passos para escolher fone de ouvido para celular

Caixas de som: saiba o que considerar ao escolher

Que tal voltar a usar o meio tradicional?

O CD é ainda uma opção para quem quer ouvir música offline. Nos sistemas de áudio dos carros ele é aceito, mas perde a popularidade nos dados do IFPI por não contar com facilidade de mobilidade.

Na academia, no ônibus, na rua, é complicado ouvir um CD. Além de ser limitado apenas às faixas que foram gravadas no dispositivo. No preço, ele também sai perdendo. O valor de um disco original é equivalente a cerca de dois meses de uma conta Premium de streaming.

 

E você, como faz para ouvir música? Deixe seu comentário.

vale a pena comprar celular top de linha
smartphone com maior tela
melhor lugar para trabalhar
tablets ou smartphones
Modelo de celular simples e barato
Já sabe o que fazer quando terminar a faculdade