Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Índice INPC de inflação é referência oficial para salário mínimo

A- A+

Atualmente, existem uma série de índices econômicos que medem a inflação e funcionam como indexadores para reajustes de preços. Cada um deles possui uma abrangência e finalidade diferentes. Entre eles, podemos citar o IPG-M, índice utilizado para reajuste de alugueis, e o IPCA, o indicador oficial da inflação no país. O índice INPC é mais um que compõe essa lista.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é responsável pelo cálculo e divulgação do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) desde 1979. O objetivo principal do índice é oferecer a variação dos preços de uma cesta de consumo no mercado varejista, refletindo o aumento do custo de vida da população.

Cálculo do INPC

O cálculo do INPC é feito a partir dos Índices de Preços ao Consumidor Regionais, pesquisados nas regiões metropolitanas de Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Distrito Federal, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, e São Paulo.

seudinheiro-indice-INPC

O objetivo principal do índice é oferecer a variação dos preços. Foto: iStock, by Getty Images

Esse cálculo leva em consideração preços coletados em estabelecimentos comerciais, prestadores de serviços, domicílios (aluguéis e condomínios) e concessionárias de serviços públicos. Os preços obtidos são aqueles efetivamente cobrados ao consumidor em caso de pagamento à vista. Mais de 460 subitens são considerados para a pesquisa.

Você vai se interessar por:
IGP-M: conheça o índice de inflação responsável pelo reajuste do aluguel
Entenda a situação da economia brasileira com ajuda de três gráficos

A pesquisa do índice INPC é realizada pelo IBGE entre os dias 1o. e 30 ou 31 de cada mês. O acumulado do índice em 2014 foi de 6,22%. Até maio de 2015, o acumulado do INPC registrado foi de 5,98%.

Índice INPC indexa reajustes salariais

O índice INPC é utilizado para medir a inflação principalmente de itens voltados a famílias com rendimentos mensais de até 5 salários mínimos.

Dessa forma, existem nove diferentes grupos produtos e serviços cuja alteração de preços afeta mais diretamente no cálculo desse índice: alimentação e bebidas; artigos de residência; comunicação; despesas pessoais; educação; habitação; saúde e cuidados pessoais; transportes; e vestuário.

Como se trata de um índice voltado a famílias com rendimentos menores, o peso do preço de alguns itens tem maior influência em seu cálculo. É o caso de alguns itens do grupo alimentos (arroz, feijão, leite, frutas, refeições feitas em restaurantes e lanchonetes), habitação (gás de cozinha) e transporte (passagens de ônibus).

A principal função do INPC é ser utilizado para indexar a negociação de reajustes salariais dos trabalhadores, principalmente do salário mínimo.

INPC X IPCA

Além do INPC, o IBGE também calcula e divulga um outro índice de preços ao consumidor: o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). A principal diferença entre os dois índices diz respeito à abrangência de seu público-alvo, ambos famílias residentes em áreas urbanas, mas com poder aquisitivo distintos.

Enquanto o índice INPC calcula preços voltados para famílias com rendimentos entre 1 até 5 salários mínimos, cerca de 50% da população brasileira, o IPCA abrange famílias com rendimentos de até 40 salários mínimos. Dessa forma, preços de itens como automóveis e combustíveis ganham maior peso em seu cálculo.

> Crédito Antecipado de Voz: Garanta R$ 3 de crédito até a próxima recarga do celular pré-pago

Gostou das dicas de índice INPC? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

melhor lugar para trabalhar
Saiba o que é o teto dos gastos públicos
levar dinheiro na viagem
Recessão econômica.
Já sabe o que fazer quando terminar a faculdade
Cuidando das finanças no lar