Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Impacto do fator 85/95 sobre a idade e o valor da aposentadoria

A- A+

A Medida Provisória 664/14, que cria fator 85/95, tem causado polêmica e aguarda sanção da presidente Dilma Rousseff após aprovação do Senado Federal, no final de maio. A proposta objetiva substituir o fator previdenciário como elemento de cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição e por idade.

De acordo com o fator 85/95, a Previdência Social leva em consideração a soma tempo de serviço do trabalhador, que se mantém (30 para mulheres e 35 para homens) e da idade do contribuinte. Os contribuintes que tiverem essa soma enquadrada dentro da proposta (85 para mulheres e 95 para homens) têm direito a receber 100% da aposentadoria, sem limitação de idade mínima, como é atualmente (60 para mulheres e 65 para homens)

Fator 85/95 beneficia quem começa a trabalhar mais cedo

O efeito das mudanças propostas pelo fator 85/95 afeta a todos, mas beneficia diretamente quem começou a trabalhar mais cedo e não precisa mais esperar pela idade mínima para receber a aposentadoria integralmente.

Câmara aprovou em maio projeto dá alternativa ao trabalhador, na hora da aposentadoria, de aplicar a chamada regra 85/95 em vez do fator previdenciário. Foto: Gustavo Lima, Câmara dos Deputados

Câmara aprovou em maio projeto dá alternativa ao trabalhador, na hora da aposentadoria, de aplicar a chamada regra 85/95 em vez do fator previdenciário. Foto: Gustavo Lima, Câmara dos Deputados

Na atual legislação vigente, quem já tem tempo de contribuição, mas não alcançou a idade mínima, têm o valor da aposentadoria reduzindo em até 50% graças ao uso do fator previdenciário.

De modo geral, o fator 85/95 substitui a idade pelo tempo de contribuição como fator limitante de redução do benefício.

Fator 85/95: cenários de simulação

Confira a seguir diferentes situações para quem quer se aposentar a partir do modelo do fator 85/95.

Contribuintes homens

Quem começa a trabalhar cedo: No caso de quem começou a trabalhar com carteira assinada aos 15 anos e hoje já está com 50 anos, o novo fator pode beneficiá-lo para se aposentar mais cedo. Com 50 anos de idade e 35 anos de contribuição, nesse caso, o contribuinte poderá se aposentar dentro de 5 anos, quando terá 55 anos idade e 40 de contribuição (95 pontos ao todo).

Na legislação ainda vigente, esse contribuinte só poderia se aposentar recebendo 100% do valor da aposentadoria ao 65 anos. Antes disso, o fator previdenciário reduziria o benefício.

Quem começa a trabalhar aos 25 anos: No caso de quem começou a trabalhar aos 25 anos e já contribui com o INSS a 30 anos, na soma do fator 85/95, ele já tem 85 pontos (30 anos de contribuição e 55 de idade).

Ele precisa então de mais 5 anos de contribuição para se aposentar recebendo o 100% do benefício. Na atual legislação, ele teria que trabalhar até os 65 para receber o valor integral.

Você vai se interessar por:
Como pedir aposentadoria por invalidez ao INSS
Dona de casa pode ter aposentadoria; saiba como
Saiba se previdência privada vale a pena para você

Contribuintes mulheres

Quem começa a trabalhar cedo: No caso de quem começou a trabalhar com carteira assinada aos 15 anos e hoje já está com 45 anos de idade, a soma dos critérios chega a 75 (30 anos de contribuição e 45 de idade). A contribuinte precisa então trabalhar mais 5 anos para alcançar a soma 85 e receber 100% da aposentadoria.

Quem começa a trabalhar aos 30 anos: No caso de uma contribuinte que começou a trabalhar aos 25 anos e já contribui com o INSS há 30 anos, na soma do fator 85/95, ela já tem 85 pontos (30 anos de contribuição e 55 de idade). Ela já pode se aposentar.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Gostou das dicas de fator 85/95? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

O controle financeiro pessoal e o futebol
Planejando a aposentadoria de pessoa com deficiência
como funciona a aposentadoria por invalidez
o que é previdência complementar
tempo de aposentadoria por idade
aporte em previdência privada