Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Idosos endividados: 4 dicas para se livrar do vermelho

A- A+

Embora a velhice seja frequentemente chamada de “melhor idade”, nem todos conseguem desfrutar de tudo o que gostariam. O fato é que o número de idosos endividados vem crescendo gradativamente no Brasil – e estar no vermelho não ajuda em nada quem deseja viver momentos mais tranquilos.

Números alertam para idosos endividados

Somente em agosto de 2015, a relação de idosos endividados cresceu 8,56%, na comparação com o mesmo mês em 2014, conforme aponta pesquisa do SPC Brasil. Segundo a entidade, os bancos são os credores de 47,26% das pessoas que compõem esta estatística.

Para a entidade, o maior motivo de endividamento é que muitos dos idosos dependem apenas da Previdência Social para sobreviver e, por conta disso, são obrigados a recorrer a empréstimos. Em alguns casos, também é constatada a falta de planejamento para a aposentadoria.

Mulher está entre os idosos endividados

Aproveitar benefícios destinados à terceira idade pode trazer bastante economia. Foto: iStock, Getty Images

Como vencer o endividamento

Se você se enquadra entre os idosos endividados, mantenha a calma e acredite: tem solução. Você pode sair do vermelho seguindo os quatro passos indicados a seguir.

1. Organização financeira

Na terceira idade, mais do que nunca, é necessário ter a máxima organização com as contas. Com o risco maior de imprevistos de saúde, é importante não apenas pagar as contas, mas fazer uma reserva.

Se tiver dificuldades, vale a pena contratar até mesmo a mão de obra profissional. Apesar de já ter eliminado algumas despesas (como gastos com filhos, escola, faculdade), a maturidade traz novos custos com alimentação, saúde e medicamentos. Cogite contratar um consultor financeiro, se necessário.

2. Investimentos

Você não se planejou para a aposentaria, mas ainda tem uma reserva financeira? Mesmo que não seja suficiente para suas necessidades, esse dinheiro pode ser multiplicado por meio de investimentos. Nesse caso, também é válido contratar um consultor para orientar sobre as aplicações mais adequadas ao seu perfil e objetivos.

3. Benefícios

Uma das vantagens de ser maior de 60 anos é que se pode contar com uma série de benefícios, inclusive financeiros. Quando for o caso, aproveite os descontos oferecidos para a terceira idade, assim como cursos, passeios, atividades de lazer e outros recursos. Isso ajudará a economizar bastante.

Quando se trata de finanças, também há vantagens. Se precisar de empréstimos – somente em último caso, claro – verifique a possibilidade de utilizar os consignados, que são aqueles descontados em folha.

A cada dia cresce o rol de opções para aposentados e pensionistas do INSS. Recentemente, foi lançado um cartão de crédito exclusivo para os beneficiários da Previdência Social, que é isento de anuidade. Essa vantagem já pode representar uma economia significativa para o usuário.

4. Cuide da saúde

O que isso tem a ver com finanças? Tudo! Uma simples caminhada diária de 30 minutos pode prevenir uma série de doenças. E, como você sabe, a doença traz uma infinidade de gastos na carona, principalmente com medicamentos.

Você vai se interessar por:

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Pronto para deixar a relação de idosos endividados? Compartilhe as dicas!

Dicas para quem pensa em vender bens para pagar dívidas
seudinheiro-Compras-de-supermercado
sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado