Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Hora do cafezinho: saiba quanto esse hábito custa ao seu bolso

A- A+

Cappuccino, expresso ou pingado: o que você prefere na hora do cafezinho? Não importa qual seja a sua escolha, o fato é que a bebida faz parte do cotidiano dos brasileiros e, por isso, deve entrar na conta das despesas mensais em seu controle de gastos.

Segundo pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), 94% dos brasileiros com mais de 15 anos consomem café fora de casa todos os dias. Desses, 88% tomam apenas uma xícara, 11% tomam duas xícaras e 1% toma três xícaras ou mais.

Quanto custa a hora do cafezinho

Ao fazer os cálculos, é fácil perceber que o tradicional e saboroso hábito da hora do cafezinho não passa despercebido ao bolso.

O preço médio da xícara de café em 2014 era de R$ 2,58, segundo o Instituto Datafolha. Com base nesse valor, uma pessoa que bebe uma xícara de café por dia, fora de casa, gastaria mais de R$ 900 anualmente. Já quem toma ao menos três xícaras, chegaria ao final do ano com uma despesa superior a R$ 2,8 mil.

Isso não significa que a hora do cafezinho deva ser abandonada. A dica financeira aqui é não desconsiderar esse pequeno gasto diário no seu controle sobre o dinheiro.

Casal na hora do cafezinho.

Até para manter hábito do cafezinho é preciso demonstrar controle financeiro. Foto: iStock, Getty Images

Dicas para economizar na hora do cafezinho

Se é verdade que o cafezinho representa uma despesa a mais, também é preciso considerar que ele atua como uma fonte de energia para o seu dia. Por isso, abrir mão da bebida de uma hora para outra pode não ser a melhor saída.

A inflação até pode ter deixado a hora do cafezinho mais cara, mas com uma boa organização financeira, você pode manter o hábito.

Para o educador financeiro Pedro Madureira, o segredo está na avaliação de prioridade.Oriento as pessoas a fazerem sempre o possível para se perguntarem se precisam mesmo daquele cafezinho naquele instante”, sugere.

Confira algumas dicas para continuar com esse hábito, sem que ele represente prejuízos para o seu bolso.

Anote as despesas

Anote todas as despesas que você tem mensalmente na hora do cafezinho. Assim, é possível diagnosticar a quantidade gasta com esse hábito e buscar diminuir esses números.

Pesquise preços

Faça uma pesquisa de preços antes de entrar na primeira cafeteria. Procure sempre o lugar mais em conta.

Fique só no café

Procure evitar os acompanhamentos ao cafezinho. Deixe de fora o bolo, o pastel e o sanduíche. Prefira comê-los em casa.

Não estimule o hábito

Diminua o número de visitas às padarias e cafeterias. Essa medida pode ajudá-lo a maneirar no consumo exagerado de café durante a semana.

Beba no trabalho

Prepare o seu próprio café no trabalho. Muitas empresas contam com cafeteiras e cozinha. Assim, você pode dividir os custos (como pó e filtro, por exemplo) com os demais colegas.

Que tal investir o dinheiro do cafezinho?

Mas se você não é tão fã assim do café, pode investir o dinheiro que seria direcionado a esse hábito. Conforme Pedro Madureira, pode-se acumular uma boa quantia, especialmente em longo prazo, ao aplicar em um investimento prefixado.

“Ao economizar um xícara de café por dia, no valor de R$ 2,58, por 10 ou 20 anos, descontando a inflação de 10%, e aplicando no Tesouro Direto com uma rentabilidade mensal de 1,4%, arrecadaria-se, respectivamente, R$ 1.111,61 e R$ 8.778,54”, calcula o especialista.

Faça as contas e saiba que retorno financeiro teria quem toma mais de um café fora de casa por dia.

Você vai se interessar por:

Descubra como economizar dinheiro ganhando pouco

Poupe e compre à vista para economizar mais dinheiro

Economizar ao comprar alimentos é possível. Confira dicas

Organize suas finanças

Para aprender a controlar as contas do lar, é preciso ouvir quem sabe. Se você quer aprender a usar o seu dinheiro de um jeito mais inteligente, conheça o Vivo Finanças Pessoais. Com ele, você recebe mensagens e participa de jogos que lhe ajudam a controlar seus gastos, poupar e investir. E você ainda participa de sorteios diários.

> Vivo Finanças Pessoais: Receba dicas por SMS e concorra a R$ 2.500 todos os dias

Você tem uma boa dica para economizar na hora do cafezinho? Comente!

índices de inflação no Brasil
valor da cesta básica em Palmas
valor da cesta básica em Fortaleza
valor da cesta básica em São Luís
valor da cesta básica em Teresina
Valor da cesta básica em Macapá