Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Guiana é destino turístico pouco visado, mas cheio de belezas naturais

A- A+

Para você que está planejando uma viagem com toda a família, Guiana pode ser um destino turístico interessante. Há pouco mais de uma hora de carro de Boa Vista, Roraima, o país é o único da América do Sul que fala o inglês. Conheça um pouco mais desse lugar e suas belezas naturais.

Guiana x Guiana Francesa

O primeiro passo é não confundir os dois países. Enquanto na Guiana a população fala inglês, o idioma oficial da Guiana Francesa, como o nome sugere, é o francês. Essas diferenças devem-se a colonizações dos dois países. Enquanto a primeira foi colonizada por holandeses e ingleses, a segunda ainda faz parte do território da França – é considerada, inclusive, membro da União Européia -, mesmo não sendo mais sua colônia desde 1947.

Tipica casa colonial na capital Georgetown. Foto: Shutterstock

Tipica casa colonial na capital Georgetown. Foto: Shutterstock

Separadas pelo Suriname, as duas nações também possuem moedas distintas. Enquanto Guiana utiliza o dólar guianense, a sua vizinha adota o euro. A capital do antigo território inglês é Georgetown, já a de Guiana Francesa é Caiena.

O que fazer nas Guianas?

Cataratas-de-Kaieteur

Cataratas de Kaieteur, com 220 metros de altura de queda d’água. Foto: iStock, by Getty Images

A melhor época para se visitar Guiana é entre os meses de julho a outubro, esse é o período seco do país, e que as temperaturas ficam na casa dos 25º C.  A principal atração turística do país são as Cataratas de Kaieteur, que possui 220 metros de altura de queda d’água, ao longo do Rio Potaro. Ela é, por exemplo, cinco vezes maior que a famosa, Niágara Falls, localizada na fronteira entre o Canadá e os Estados Unidos.

Você vai se interessar por:
Confira os melhores destinos para não sofrer com o câmbio desfavorável
Veja 6 dicas de viagem para evitar surpresas desagradáveis

Uma outra localidade interessante de se conhecer é a cidade de Lethem. O município, que faz divisa com o Brasil, assemelha-se com o clima de faroeste. Com suas ruas cobertas de terras, as grandes construções servem como um galpão para a venda de mercadorias. As compras podem ser realizadas com o próprio Real.

caiena

Centro de Caiena, capital da Guiana Francesa. Foto: iStock, by Getty Images

Assim como sua vizinha, Guiana Francesa também se destaca por suas belezas naturais. A sua capital, Caiena, possui a Place des Palmistes. Lá, é possível realizar caminhadas com toda a família e conhecer a história do país no Musée Departemental Franconie, que apresenta uma variada mostra da fauna e flora local.

“A cidade de Kourou, segundo município mais populoso do país, também possui atrações interessantes. Como o centro espacial, Centre spatial guyanais (CSG), que ocupa uma área de 30 quilômetros. A base é utilizada para lançamentos de satélites pela Agência Espacial Européia. As visitas ao local, são realizadas por guias turísticos”, afirma  Guilherme Soares colaborador do blog de viagens Expedia.com.br.

Dicas de viagem

Se você vai viajar para as Guianas precisa ter alguns cuidados. Em Guiana Francesa, por exemplo, é necessário obter um visto para entrar no país, mesmo que seja para turista e válido por até três meses. Para conseguí-lo, é preciso ir a um dos Consulados Franceses no Brasil. Ou ainda, na Embaixada do país, em Brasília, agende um horário no site da Seção Consular da França.

Apesar de não ser necessário visto de turista para entrar no país, Guiana também tem suas peculiaridades. Mesmo tendo conquistado a independência da Inglaterra em 1966, o país ainda preserva alguns vestígios de seu longo período como colônia. Você vai perceber isso no momento que for alugar um carro, pois é adotada a mão inglesa. Ou seja, o sentido de circulação nas estradas é pela esquerda.

“Outro ponto que merece atenção, é o que diz respeito a vacinação. Aqui, a dica vale para os dois países. O Certificado Internacional de Vacinação contra a febre amarela é obrigatório. Por isso, antes de viajar, é fundamental verificar se todos estão com suas vacinas em dia para que não percam o passeio”, adverte Guilherme.

Este artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

queda do dólar
trabalho temporario nos EUA para brasileiros em 2016
viagens econômicas pelo Brasil
viagem econômica para a Disney
como economizar na limpeza
preço do dólar turismo