Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Gastos no cartão de crédito e débito superam R$ 1 trilhão

A- A+

Mesmo com a crise, os brasileiros têm usado bastante seu dinheiro de plástico. Segundo levantamento recente divulgado pelo Banco Central, no ano passado, os gastos no cartão de crédito e débito dos brasileiros somaram R$ 1,068 trilhão.

Quando comparado com 2014, a modalidade de pagamento a prazo cresceu 9%, já a à vista ficou 12% acima do registrado no ano anterior. Mas será que esse aumento significa que os consumidores estão utilizando seus cartões de forma consciente?

Para certificar-se de que o dinheiro de plástico não prejudica seu orçamento, o Vivo Seu Dinheiro reuniu alguns cuidados para que você não gaste mais do que ganha. As dicas são do Diretor de Marketing e Relacionamento da Sorocred, Wilson Justo.

gastos no cartão de crédito

Brasileiros gastaram R$ 1,068 trilhão em cartões de crédito e débito em 2015. Foto: iStock, Getty Images

7 dicas para realizar gastos no cartão de crédito de forma consciente

  • Planeje-se: é a melhor forma de não comprar por impulso. Pesquise, compare os preços, procure saber se o parcelamento irá compensar. Lembre-se: não são gastos “com o cartão”, e sim “no cartão”. Assim, quando a fatura chegar, não faltará dinheiro para efetuar o pagamento, evitando juros.
  • Controle as despesas: guarde os recibos do que comprou para não ter surpresas indesejáveis. Isso também vale para quem tem cartões adicionais. Por isso,  procure estar sempre informado sobre quem e o quanto cada dependente gastou. Muitos gastos simultâneos no cartão podem virar uma bola de neve.
  • Estabeleça um limite para gastar: não esqueça que as despesas englobam contas como água, luz, telefone, aluguel, plano de saúde e, entre elas, deve estar as que foram usadas no cartão. Ter um teto máximo de gastos é essencial para não ultrapassar mais do que pode pagar.
  • Reduza o número de cartões: ter muitos cartões pode fazer com que você se perca no controle do seu orçamento. Não esqueça que muitos deles cobram taxas de anuidade, cujo valor pode ser negociado, e isso virá junto com o total da fatura.  Caso tenha mais de um, opte por datas diferentes de vencimento para controlá-los melhor.
  • Aproveite as vantagens: os programas de benefícios podem ser grandes atrativos. Informe-se junto à administradora para saber como aproveitá-los da melhor forma possível.
  • Evite o rotativo: ninguém está livre de imprevistos e, caso ocorra algum, tente não deixar de pagar a fatura. Os juros estão altos e isso pode comprometer suas finanças. Renegociar, em situações inesperadas, é a solução mais indicada.
  • Negocie o vencimento: veja com a operadora qual a melhor de data de vencimento do cartão de crédito para evitar surpresas desagradáveis. O ideal é que bata com o dia em que receberá o salário, assim terá dinheiro para efetuar o pagamento da fatura.

Você vai se interessar por:

Compre com tranquilidade

Para quem usa o cartão com consciência e aproveita todos os seus benefícios sem comprometer o bolso, falta só escolher aquele que mais se adapta às suas necessidades e exigências.

Com os Cartões de Crédito Vivo, você pode parcelar em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo e somar pontos no programa de recompensas Vivo Valoriza. Oferecidos em parceria com o Itaú e o Santander, eles também dão bônus e pontos para você falar mais em ligações para telefone fixo ou de longa distância, enviar SMS e acessar a internet, além de descontos em cinema e muitas outras vantagens.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

E você, também tem muitos gastos no cartão de crédito e débito? Comente.

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
juros cobrados no cartão de crédito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet