Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Gastos com gasolina são determinantes para orçamento do carro

A- A+

Você, como bom brasileiro, é apaixonado por carros? Em nosso país, é comum se investir na aquisição de um veículo sem levar em conta os custos que ele pode gerar em longo prazo. Entre eles, está a gasolina. Com um valor cada vez mais alto, o combustível gera gastos mensais que pesam no orçamento e que precisam ser avaliados.

Vale a pena ficar de olho nos índices apontados pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBE). Criado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), ele chega a sua sétima edição em 2015 e classifica os modelos quanto à eficiência energética na sua categoria.

Além disso, traz informações sobre a autonomia do veículo em quilômetros por litro de combustível na cidade e na estrada e também sobre a emissão do gás que provoca o efeito estufa (CO2).

gasolina

Escolha de modelo mais econômico ajuda a reduzir gastos com gasolina. Foto: iStock, Getty Images

Carro mais eficiente reduz custos em gasolina

Enquanto os automóveis que utilizam combustíveis renováveis seguem longe de virar realidade no Brasil e a gasolina ainda é o combustível mais utilizado, a recomendação do Inmetro é que os consumidores fiquem atentos às etiquetas que mostram a eficiência energética. Com isso, a tendência é que a indústria aumente a sua aposta em modelos econômicos.

“Cada vez mais, modelos estão sendo incorporados voluntariamente ao programa, o que revela a sua credibilidade. Hoje, os fabricantes colocam a etiqueta nos vidros de 80% dos veículos inscritos. Até 2017, esse número será de 100%”, estima o diretor de Avaliação da Conformidade do Inmetro, Alfredo Lobo.

Tomando como base um percurso diário de 40 km, a estimativa é de que um carro subcompacto classificado com o selo “A” represente uma economia anual superior a R$ 957, quando comparado a um modelo com desempenho “E”. Em cinco anos, o valor já seria superior a R$ 4,8 mil, o que representa de 10% a 15% do valor do veículo.

Na tabela do PBE, o Renault Clio 1.0 16v Flex (nas versões Authentic 3 portas, Authentic 5 portas e Expression 5 portas) lidera na categoria subcompacto, com consumo de gasolina estimado em 14,3 quilômetros por litro na cidade e de 15,8 quilômetros por litro na estrada.

carro-economico

O que influencia no consumo de gasolina

São vários os fatores que influenciam no consumo de gasolina. Eles vão desde o peso do automóvel e passam ainda pelo o número de válvulas e mesmo questões relacionadas ao uso, como o número de passageiros que transporta, as condições das pistas em que roda e a presença ou não do ar condicionado.

O especialista em veículos Tales Silvério Domingues, do site Doutor Carro, indica que é necessário, antes de efetuar a compra, consultar o manual do veículo e ver o que a montadora estipula de consumo médio ou mesmo confirmar os valores com um atendente. É importante também comparar os dados com aqueles fornecidos pelo Inmetro.

“Além disso, avalie a desvalorização do modelo nos últimos dois anos, o custo do seguro, se existe concessionária da marca em sua região e se peças de desgaste, como pastilhas de freios e discos, são facilmente adquiridas no comércio local”, ensina Domingues. Ao levar todos os itens em conta, a probabilidade de escolher um carro que vai gerar gastos inferiores é maior.

Assistência em emergências

Se você cuida das suas finanças e quer economizar no consumo de gasolina, é natural que queira também mais segurança para o seu carro. Com o Vivo Assistência Casa e Auto, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro mecânico em emergências

Gostou das dicas sobre gasolina? Compartilhe!

como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
viagens econômicas pela Europa
como lidar com a avareza
preço de imoveis começa a cair