Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Gasolina comum ou aditivada: qual tem o melhor custo-benefício?

A- A+

Quem tem um veículo, por vezes se depara com um dilema ao abastecer: qual combustível usar? A dúvida na escolha por gasolina comum ou aditivada, além do preço, deve considerar seu impacto no rendimento e na durabilidade das peças. Você sabe dizer qual opção oferece o melhor custo-benefício para o seu carro ou moto?

Diferenças entre gasolina comum e aditivada

Antes de saber como se beneficiar ao escolher gasolina comum ou aditivada, é importante entender as diferenças entre elas, que representam o tipo de combustível mais comum no Brasil, segundo a distribuidora Petrobras.

Conforme Ricardo Dilser, responsável pela comunicação corporativa do grupo FCA Fiat/Chrysler, a gasolina aditivada tem esse nome porque recebe, em seu processo de produção, aditivos específicos que buscam garantir uma limpeza maior nas válvulas injetoras, válvulas do cabeçote e no coletor de admissão do combustível.

Mas as vantagens dessa maior qualidade na limpeza só podem ser observadas em longo prazo, segundo Dilser. Assim, é a redução de custos com manutenção que se configura como principal aspecto para escolher a segunda opção na comparação entre gasolina comum e aditivada.

gasolina comum ou aditivada

Escolha sobre o tipo de combustível deve ser pautada na qualidade e desempenho. Foto: iStock, Getty Images

Se você não pretende ficar muito tempo com o carro, pode não haver tanta diferença assim. “Os detergentes específicos da gasolina aditivada tem por objetivo manter câmara de combustão, válvulas injetores, coletor de admissão e válvulas do cabeçote numa condução mais limpa em longo prazo”, explica.

Em teoria, isso garantiria a melhora na queima do combustível e, assim, seria possível manter a performance e o consumo de combustível na medida em que o motor foi projetado, relembra Dilser.

Em termos práticos e financeiros, isso significa que, usando gasolina aditivada, você poderá manter um consumo mais baixo por mais tempo, o que significa gastar menos dinheiro do que gastaria se utilizasse o tipo comum.

Mas Dilser ressalta que tudo depende da forma como você planeja lidar com o seu carro em um curto prazo. Os motores dos veículos são homologados para funcionar com gasolina comum ou aditivada, sem perder a qualidade, não importa qual seja a escolha. À versão aditivada, apenas somam-se os benefícios destacados.

Gasolina comum ou aditivada: a escolha

Com base em todas as informações, o especialista afirma que a decisão por gasolina comum ou aditivada deve ser pautada, antes de tudo, na qualidade. O uso ou não de aditivos não vai prejudicar o seu carro, mas a utilização de combustíveis adulterados pode causar danos à performance do veículo, impactando ainda no consumo e na manutenção.

Em longo prazo, todo o dinheiro economizado na escolha de uma gasolina mais barata e vendida em um posto sobre o qual você pouco ou nada sabia, poderá ser gasto até em dobro com a manutenção do carro.

Além disso, os combustíveis que não passam pela certificação da ANP podem queimar muito mais rápido, o que aumenta o seu consumo e os gastos. Vale ficar atento.

Você vai se interessar por:

Assistência para seu carro

Após escolher o combustível de melhor custo-benefício para seu veículo, é é hora de garantir segurança para os momentos imprevistos. Com o Vivo Assistência Casa e Auto, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro mecânico em emergências

E você? Prefere gasolina comum ou aditivada? Deixe seu comentário.

como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
preço de imoveis começa a cair
economizar no seguro da casa
economizar no seguro do carro