Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Furto de tablet: confira como contratar um seguro

A- A+

A venda de tablets cresceu mais de 100% em 2014, de acordo com pesquisa realizada pela empresa de estudos de mercado GfK. Atualmente, existem mais de 70 marcas disponíveis no mercado nacional. Os aparelhos mais caros chegam a custar até R$ 2.400.

Com o aumento do número de usuários do equipamento, a oferta do seguro para tablet tem crescido. “A oferta do seguro é recente, mas o número de seguradoras oferecendo o seguro tem aumentado”, afirma o presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais (CNseg), Marco Rossi.

De acordo com Rossi, a demanda por esse tipo de seguro é reflexo do próprio aumento do uso. “Esse crescimento do número de tablets está muito associado ao aumento do poder de compra da nova classe média e da necessidade de ela estar mais conectada”, explica.

tablet

Seguro para tablet é opção para quem quer proteger aquisição. Foto: Shutterstock.com

O que o seguro para tablet cobre?

Como o tablet é um equipamento portátil e feito para ser levado para onde o usuário for, o aparelho está sujeito a roubos, furtos, quedas e outros problemas. Considerando o alto valor de investimento, em alguns casos, contratar um seguro pode ser uma boa saída para quem não quer correr riscos.

“Os planos são adaptados ao valor e à marca do aparelho”, esclarece Rossi. “Isso permite que o seguro ajuste seu preço para cada cliente de maneira personalizada”, acrescenta. Os preços de um seguro para tablet podem variar entre R$ 4 até R$ 20 mensais.

Existem diferentes tipos de seguro, alguns com cobertura mais básica e outros com abrangência maior. Em caso de roubo ou furto qualificado, o segurado recebe um aparelho novo da mesma marca. Dependendo do seguro, há cobertura de danos físicos no equipamento em decorrência de acidentes, incêndio, queda de raio, impacto de veículos ou em tentativa de roubo, por exemplo. Danos acarretados por descargas elétricas, oscilações de energia e curtos-circuitos também são contemplados na cobertura de alguns seguros.

Tablet: restrições do seguro

Para contratar o seguro, o cliente precisa informar a marca, modelo e número de série do aparelho. A nota fiscal é exigida na hora da contratação do serviço. Alguns seguros estabelecem restrições referentes ao tempo de uso do aparelho, a contar da data de compra informada na nota fiscal.

A maioria dos seguros não estabelece restrições para equipamentos comprados no exterior. A depender do plano, o seguro cobre até o roubo do tablet em viagens internacionais.

O seguro para tablet não cobre desaparecimento inexplicável ou simples extravio. Quedas e quebras que não aconteceram em virtude dos riscos cobertos também não são segurados. O mesmo vale para danos causados em decorrência de uso inadequado do equipamento.

Proteja o seu tablet

Se você não quer correr riscos com o seu tablet, é bom conhecer o Vivo Proteção Celular. Pago na fatura da conta vinculada ao tablet, o seguro oferece proteção contra roubo ou furto qualificado. Além disso você concorre a sorteios mensais no valor de R$ 10.000,00 (valor bruto, devendo ser descontados os impostos vigentes), enquanto estiver em dia com o pagamento mensal do seguro.

> Vivo Proteção Celular: Conheça o seguro contra roubo e furto do aparelho
Pokémon Go
Comprar tablet
queda do dólar
meu marido morreu tenho direito a pensão
vale a pena comprar um videogame
LG X Screen