Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Fuja da oniomania: consumismo pode afetar sua vida financeira

A- A+

Embora o nome da patologia possa soar de forma estranha, a oniomania é uma doença bastante comum nos dias de hoje e, provavelmente, você conheça alguém que sofra dela. Trata-se, na realidade, do consumo de forma compulsiva.

Comprar demais não é um mero prazer. A oniomania é considerada uma doença e está classificada no Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais, da Associação Psiquiátrica Americana, na categoria que aborda transtornos do controle de impulsos não especificados.

Mulher sofre de oniomania

Ser um consumidor compulsivo pode trazer prejuízos à saúde e ao bolso. Foto: iStock, Getty Images

Como identificar a oniomania

Gastar boa porte de salário em itens que você gosta não significa que você seja portador da oniomania ou de outro transtorno. Esse diagnóstico só pode ser apontado quando o comprador gasta muito mais do que ganha ou, pior, quando pede dinheiro a outro para satisfazer as suas necessidades de consumo.

Tecnicamente, os portadores de oniomania não resistem ao impulso de comprar. Por conta disso, acabam sendo vítimas de seus próprios atos com sérios problemas financeiros e até mesmo enfrentando implicações judiciais.

A grande dificuldade em perceber a patologia no início é que o próprio doente não tem noção de que quão prejudicial é o consumo compulsivo. “Geralmente, são os parentes e amigos mais próximos que iniciam um diálogo a respeito, quando percebem o comportamento atípico”, destaca a pesquisadora Irani de Lima Argimon, da PUC-RS.

Outro entrave para identificar a oniomania é que o doente tem, como um dos sintomas, as desculpas para justificar as compras. Alguns deles dizem que pagaram um valor bem menor que o real, outros escondem os objetos comprados da família.

Você vai se interessar por:

Alerta para o comprador compulsivo: cuidado com a oniomania

Compras por impulso podem gerar arrependimento

Saiba como identificar e controlar a compulsão por compras

Saiba como tratar a oniomania

A boa notícia é que há tratamento para essa doença que, além de trazer prejuízos emocionais, afeta diretamente o bolso. A terapia cognitivo-comportamental é o meio mais indicado para buscar a melhora do quadro.

Entretanto, em casos mais agudos, o tratamento com medicamentos também pode se fazer necessário, a depender de análise médica. Acredita-se que o doente tenha algum déficit no neurotransmissor de serotonina – substância que proporciona menor impulsividade.

Também é possível criar estratégias para reduzir o consumo, como fazer lista de compras, ir direto à seção desejada do supermercado (em vez de desfilar por todos os corredores), frequentar grupos de autoajuda ou pedir ajuda a uma pessoa próxima para guardar cartões de crédito e talões de cheques.

 

Que tal seguir as dicas para se manter longe da oniomania? Compartilhe!

como lucrar vendendo cachorro quente
como lucrar vendendo bolo no pote
como abrir uma franquia de alimentos
como abrir uma empresa de coleta de entulho
como se relacionar com as pessoas no ambiente de trabalho
como aumentar a produtividade