Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Fugir da inadimplência do cartão de crédito é possível. Veja dicas

A- A+

Gastos sem controle, despesas que se acumulam, a indisciplina financeira domina você e eis que a inadimplência do cartão de crédito cobra a conta: seu nome vai parar em uma lista de negativados. Chegar até esse ponto é fácil, sair dele exige um esforço extra, mas livrar-se das dívidas é o primeiro passo para uma vida financeira equilibrada.

No Brasil, 60% das famílias estão endividadas, conforme dados de pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Entre elas, 75% figuram nessa relação devido a débitos com o chamado dinheiro de plástico.

Não fazer bom uso da ferramenta e se enrolar com os juros mais altos do país – que podem chegar a quase 400% ao ano se você optar pelo pagamento mínimo da fatura – expõe o consumidor brasileiro a um cenário que pode “implodir” a sua vida financeira.

Família preocupada com inadimplência do cartão de crédito

Com controle adequado dos gastos na família, é possível evitar o endividamento. Foto: iStock, Getty Images

Riscos da inadimplência do cartão de crédito

A administração do dinheiro é uma prática ainda pouco comum no Brasil. Para o educador financeiro Reinaldo Domingos, essa é a principal causa da inadimplência do cartão de crédito. “As pessoas não foram ensinadas a realizar o uso correto de seus recursos financeiros, com planejamento, poupando antes de gastar”, diz.

Domingos, que é também presidente da Associação Brasileira de Educação Financeira (Abefin), vê como preocupante o fato de o brasileiro não estar com as contas em dia. “Isso é grave, porque, além de endividadas, as pessoas podem se tornar inadimplentes”, conta o educador financeiro.

Por ser um tipo de serviço ligado diretamente a uma administradora financeira, a inadimplência do cartão de crédito tem resultados imediatos e a primeira consequência é o bloqueio de novas compras, lembra o educador.

Nesses casos, a administradora de cartões suspende transações até o consumidor quitar pelo menos a parcela mínima da fatura vencida. Conforme Domingos, o cliente deve ser avisado previamente por telefone, mensagem de celular ou correspondência.

O passo seguinte é o rompimento do contrato. “Se, mesmo assim, a fatura não for paga, a administradora poderá rescindir o contrato, mas também deverá notificar, ao menos com 15 dias de antecedência, conforme consta nos contratos-padrão das administradoras”, diz.

Para Domingos, mais do que não poder fazer compras, o maior risco da inadimplência do cartão de crédito é o desgaste financeiro que ela causa, destacando que os juros cobrados por atrasos podem comprometer o orçamento financeiro por meses ou até anos.

Como fugir da inadimplência do cartão de crédito

Para o melhor uso da ferramenta, o educador financeiro indica cinco perguntas que devem ser feitas antes de a compra ser realizada. Elas podem impedir que você acabe gastando mais do que deve e não consiga pagar a fatura, o que resultaria na inadimplência do cartão de crédito.

– Você realmente precisa desse produto?

– Qual é o tipo de benefício que ele pode levar para a sua vida?

– O que pode acontecer se você não fizer essa compra, neste momento?

– A compra será feita por necessidade real ou para suprir uma carência emocional?

– É a sua vontade que está guiando a compra ou há influências externas?

Se, mesmo assim, você concluir que é necessário comprar o produto, Domingos indica como prudente fazer mais algumas perguntas. São mais cinco questões:

– De quanto dinheiro você dispõe, efetivamente, para gastar?

– Você tem esse dinheiro para pagar à vista?

– Precisará comprar à prazo ou pagar juros?

– Tem o valor referente à parcela? E continuará tendo nos próximos três, seis ou doze meses?

– É preciso comprar esse modelo, ou uma versão básica e barata pode suprir suas necessidades?

Reveja hábitos e aposte na educação financeira

Para não ter mais problemas com dívidas no cartão, o segredo passa pela educação financeira. Domingos alerta que o consumidor deve ter plena ciência do orçamento disponível, saber para onde vai cada centavo do dinheiro e estabelecer prioridades.

Ao programar-se e respeitar o seu padrão de vida, é possível ter mais realizações de vida. “Talvez leve um tempo maior, mas com estabilidade financeira, que é o mais importante. É possível mudar a maneira de pensar e de agir, basta ter força de vontade”, afirma Domingos.

Você vai se interessar por:

Entenda quando são cobrados juros do cartão de crédito

Cartão de crédito sem limite oferece vantagens e riscos. Conheça

Fatura do cartão de crédito: o que fazer se não pode pagar o valor integral

Cartão como aliado das finanças

Ao ter disciplina financeira, conhecimento e controle sobre o seu orçamento, você estará pronto para fazer bom uso do cartão de crédito. E aí, é só escolher aquele que oferece as melhores vantagens para você.

Com os Cartões de Crédito Vivo, é possível parcelar em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo e somar pontos no programa de recompensas Vivo Valoriza. Oferecidos em parceria com o Itaú e o Santander, eles também dão bônus e pontos para você falar mais em ligações para telefone fixo ou de longa distância, enviar SMS e acessar a internet, além de descontos em cinema e muitas outras vantagens.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Esse artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

como aprender com erros de finanças
melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet