Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Frutas do inverno: economize com produtos da estação

A- A+

A natureza é cíclica. Em cada mudança de estação, mudam também as frutas que são produzidas. Frutas do inverno, por exemplo, são mais cítricas ou gordurosas para combater o frio e os vírus da estação. Saber como utilizar esses produtos naturais ao máximo, além de ajudar a economizar nas compras e estimular os cuidados com a saúde, também evita o desperdício.

A economia com frutas do inverno

Laranjas, morangos, cajus, tangerinas, kiwis e bananas. Pêras, maçãs, uvas, figos, abacates, limões e caquis. São essas as frutas consideradas típicas do inverno pela Associação Brasileira de Nutrição. O inverno é uma das estações mais ricas para a produção frutífera.

Além das grande variedade de frutas típicas da estação, a Sociedade Nacional de Agricultura indica que é nessa estação em que acontecem as podas mais importantes, que têm influência direta na qualidade dos frutos que serão produzidos.

frutas-do-inverno

As frutas do inverno são ricas em vitamina C. Foto: iStock, by Getty Images

É por isso que apostar nas frutas do inverno pode ser uma ideia para o seu bolso. Durante a estação em que são típicos, os alimentos são mais abundantes e de melhor qualidade, por isso, o seu preço final em supermercados e feiras é mais baixo. Um levantamento da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo aponta que o quilo da laranja, no inverno, custa em média R$ 1.

Outro ponto positivo das frutas do inverno estação é a versatilidade. Por preços baixos, você compra produtos que podem ser aproveitados de maneiras diversas. Uma das dicas do Ministério da Saúde, em seu Guia Alimentar, é aproveitar todas as partes de uma fruta. Se você utiliza a polpa de um limão para fazer um suco, pode aproveitar sua casca para um doce ou um bolo, por exemplo.

Além disso, aproveitando todas as partes das frutas típicas, você também evita o desperdício, um problema recorrente no Brasil. Uma análise do Banco de Alimentos mostra que os brasileiros desperdiçam mais de 26 milhões de toneladas de alimentos por ano: 60% dos alimentos in natura – sem processamento industrial – comprados no Brasil, são jogados no lixo.

Frutas do inverno: porque consumi-las

As frutas do inverno são ricas em vitamina C. O Ministério da Saúde indica que a média diária de ingestão dessa vitamina deve ser de 10 miligramas. Uma fruta como a laranja possui 40 miligramas. Saber aproveitar essas características peculiares dos alimentos típicos do inverno pode ajudar você – antes de tudo – a proteger sua saúde.

A nutricionista Ana Carolina Arnhold aponta que o aumento do consumo de alimentos processados é uma tendência da vida moderna. O problema é que eles favorecem doenças como hipertensão, diabetes e doenças coronarianas. Por isso, aproveitar a abundância de frutas do inverno pode ser uma chance de fugir desses riscos.

Os alimentos in natura guardam mais reservas de nutrientes e vitaminas das quais o corpo humano necessita. O Guia Alimentar para a População Brasileira, lançado pelo Ministério da Saúde em 2014, aponta que esse tipo de alimento precisa estar presente na dieta diária da população. Mais do que isso, para os criadores do guia, eles devem ser a base de qualquer refeição.

Este artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria