Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Financiamento para reforma pode levar tempo

A- A+

O financiamento para reforma é opção de crédito para quem deseja fazer ajustes no seu imóvel e contar com juros reduzidos em comparação a outras modalidades de empréstimo. Mesmo com essa facilidade, há outros detalhes que precisam ser analisados antes da contratação.

Como conseguir financiamento para reforma

Para quem deseja iniciar uma reforma, o Sistema Hipotecário (SH) é uma das opções disponíveis, que pode ser utilizada também para a compra de imóveis comerciais, construção em terreno próprio ou mesmo aquisição de lote urbano.

Mas, diferente de outras modalidades voltadas ao setor imobiliário, não é permitida a utilização dos recursos da conta vinculada ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Em geral, a aprovação do financiamento para reforma exige um projeto com especificações do imóvel e da obra a ser executada. Também é fundamental que a documentação esteja em dia.

Outro fator a levar em conta é o tempo necessário para a contratação do financiamento para reforma que, de acordo cordo com o economista Wagner Schuster, sócio-diretor da B&W Consultoria, costuma ser bem maior do na maioria das linhas de crédito disponíveis no mercado.

Como o prazo pode chegar a até 60 dias, a dica de Schuster é se programar com antecedência e providenciar todos os documentos exigidos pela instituição financeira que vai conceder o crédito. Isso evita que você inicie a obra e fique com ela pela metade porque os recursos foram liberados com atraso.

Woman paints window trim in her home

Para evitar que a sua obra seja paralisada, programe a contratação do financiamento com antecedência. Foto: iStock, Getty Images

Cuidados com o financiamento para reforma

Pensar nos detalhes com antecedência também permite que você tome as decisões com calma, de acordo com os recursos disponíveis no seu orçamento. Para a educadora, terapeuta e assessora financeira da REORG Gestão Financeira, Ana Paula Pavanatti, o financiamento para reforma é uma opção para último caso.

“Você não pode ficar descapitalizado. Lembre-se a construção é um bem imobilizado. O dinheiro investido na reforma só volta se o imóvel for vendido, ou caso esteja realizando alguma melhoria na sua empresa”, explica Ana Paula.

Caso não seja possível poupar todo o dinheiro necessário previamente, a dívida de um empréstimo pode ser assumida, desde que avaliados fatores como a taxa de juros, o número de parcelas e as alterações que serão necessárias nos gastos para quitar o valor.

Assistência em emergências

Para evitar reformas desnecessárias mais tarde, é importante contar com suporte para os imprevistos que podem acontecer. Com o Vivo Assistência Casa e Auto, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês. É mais praticidade para a sua família.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro mecânico em emergências

Você também está em busca de um financiamento para reforma? Comente!

investir em imóvel na planta vale a pena
não consigo pegar empréstimo
não consigo pagar o aluguel
como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos