Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Finanças pessoais precisam de planejamento; veja como se organizar

A- A+

Para quem está habituado com as dívidas, manter as finanças pessoais em dia costuma ser um desafio dos mais difíceis. Mesmo que a tarefa não seja fácil, essa é a melhor forma de garantir um orçamento em equilíbrio e evitar que o seu nome acabe na lista de negativados. Não sabe nem por onde começar? Confira as dicas que separamos para você.

Importância de organizar as finanças pessoais

Quando não há um planejamento financeiro, gastar mais do que se ganha e perder o controle dos gastos é uma consequência. Em um cenário como esse, não só as dívidas ficam mais próximas, como a realização de sonhos se distancia. A cada nova compra, mais juros a pagar e menos qualidade de vida.

Para que essa não se torne uma realidade, Altemir Farinhas, empresário e administrador especializado em finanças, indica que há um exercício simples a ser feito. Antes de gastar o seu dinheiro, avalie com calma se o item é uma necessidade ou apenas um desejo, que pode ser deixado para depois. Se você está na dúvida, então talvez a compra não deva ser efetuada.

Como organizar as finanças pessoais

Para manter o orçamento equilibrado, Ana Paula Pavanatti, educadora, terapeuta e assessora financeira da REORG Gestão Financeira, indica que o primeiro passo é identificar se o valor da receita gerada no mês cobre as suas despesas fixas. Quando se trata de pagamentos, elas são prioridade. Por isso, a recomendação é ficar longe de parcelamentos de longo prazo, que possam comprometer a renda dos meses seguintes.

Outra dica é registrar todos os valores pagos, o que vale mesmo para os pequenos gastos diários, como estacionamento e mesmo a compra de um café. No fim do mês, o valor somado pode ser alto e é importante ter consciência do quanto ele compromete a sua renda. Assim, fica mais fácil diminuir ou mesmo cortar as despesas.

“Quando as dívidas aparecem, precisamos ficar mais atentos, mudar nosso comportamento na hora de consumir e usufruir dos serviços. Pesquisar preços, pedir descontos, fazer um orçamento das despesas fixas que possuímos e das futuras despesas que desejamos adquirir. Verificar se elas cabem no orçamento. Não se deixar levar pela emoção na hora de consumi”, adverte Pavanatti.

Evitar as dívidas e manter  o controle financeiro em dia exige planejamento. Não deixe de anotar todos os seus gastos. Foto: iStock, Getty Images

Evitar as dívidas e manter o controle financeiro em dia exige planejamento. Foto: iStock, Getty Images

Investir só é possível com organização

Planejar as finanças também exige entender a relação entre o valor depositado, as taxas de juro e os prazos. O investimento ou a poupança, por exemplo, são os principais resultados que se obtêm com o a organização das finanças. Para que a economia ocorra, a principal dica é definir objetivos que motivem você a não sair do planejamento.

Seja com planilhas, cadernetas ou aplicativos digitais para sua organização, o importante é sempre controlar seu dinheiro e não gastar além do estipulado. O resultado, além de um saldo positivo, é a segurança financeira a longo prazo.

Organize suas finanças

Para aprender a controlar as contas, é importante ouvir quem sabe. Se você quer aprender a usar o seu dinheiro de um jeito mais inteligente, conheça o Vivo Finanças Pessoais. Com ele, você receberá mensagens e participará de jogos que lhe ajudarão a utilizar o seu dinheiro de uma maneira inteligente, controlar seus gastos e poupar. E você ainda concorrerá a sorteios diários.

> Vivo Finanças Pessoais: Receba dicas por SMS e concorra a R$ 2.500 todos os dias

Gostou das dicas sobre finanças pessoais? Compartilhe!

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças